(Resenha) Marca de Guerra - Sylvia Day

Livro no Skoob: Marca de Guerra
Título Original: Eve of warfare
Série: Marked #4
Autora: Sylvia Day
Editora: Faro Editorial
Páginas: 96
Ano: 2017
Lobisomens, vampiros, arcanjos… O que falta acontecer? Evangeline descobriu como se livrar da Marca de Caim, que anos atrás a transformou numa caçadora de demônios: basta se manter longe dos problemas por um tempo. Algo complicado para alguém que é sempre lembrada para novas missões. Agora, disfarçada, ela trabalha para um querubim, em um plano para desmascarar um vampiro perigoso, que está escondido em uma tranquila comunidade na Califórnia. Mas Eva sabe que está sendo usada como um peão num grande jogo político celestial. No entanto, ela está cercada. Seu desafio será descobrir quem é sua maior ameaça: o vampiro que está caçando, o querubim que quer controlá-la, ou os dois irmãos, dispostos a lutar até a morte por seu amor. O problema? É que tudo está acontecendo ao mesmo tempo.

Contém spoilers do livro anterior.

Marca da Guerra é o último livro dessa série que eu me apaixonei. Eu já havia lido o livro Toda sua da Sylvia Day, mas até hoje não consegui dar prosseguimento a referida série, porém qual não foi a minha surpresa quando a autora me encantou com a série Marked, quem já leu as minhas outras resenhas sobre essa série sabe do que eu estou falando. Porém o inevitável aconteceu, e a Sylvia me frustrou, não fiquei completamente decepcionada, mas um tanto quanto irritada com esse último livro. E eu vou explicar o motivo.

Toda a série gira em torno do triangulo amoroso entre Eva, Caim e Abel (eles mesmos, os da história bíblica). Pois bem, primeiro a Sylvia nos apresenta Caim, e ficamos apaixonadas pelo seu jeito rebelde e apaixonado de viver. Depois ela nos apresenta aos poucos o duro, mas galante e elegante Abel, e o nosso coração começa a ficar dividido. O de Eva então nem se fala, e esse vai não vai, quase um cabo de guerra se estende durante os três primeiros livros. Daí finalmente chegamos ao quarto e último livro da série, e eu já não me aguentava de tanta ansiedade para saber finalmente com quem Eva vai ficar. 

Mas o que esperar de um livro de fechamento de uma série que possui apenas 82 páginas? Pois é, fica difícil. Mas como sou in love por essa série, comecei a ler na maior empolgação, e acabei por descobrir que infelizmente, por incrível que pareça o livro tem páginas demais! 

Deixa eu me explicar, em resumo, a situação apresentada na história, responsável por conduzir o enredo foi apenas um pretexto para que Eva finalmente tomasse a sua decisão entre os irmãos. Para mim, a história central do livro foi muito sem pé nem cabeça, e na minha humilde opinião a Eva podia ter escolhido com quem queria ficar no livro anterior, bastava acrescentar mais um capítulo, dois no máximo e a história chegaria perfeitamente ao seu fim, o que resultaria na eliminação desse quarto livro. 

Veja bem, se você acompanha a série, e já que a Sylvia resolveu jogar a decisão da Eva apenas para esse quarto livro, a leitura do mesmo é extremamente necessária, porém ele é apenas isso, a história relatada é muito simplista, e a única coisa importante nele é que Eva finalmente fez sua escolha, e que o final ainda ficou com pontas soltas. Vai saber lá o que a Sylvia estava pensando. Não dá para falar mais do que isso do livro, porque não tem muito o que falar mesmo, são apenas 82 páginas. 

Ainda assim, eu recomendo muito essa série como um todo, acredito que vale muito apena, ela é uma das melhores que eu já li no seu gênero, e se você já leu os outros livros, não desanime e leia esse também, é só imaginar que ele é um anexo do livro três.


MARCA DE GUERRA foi cedido em parceria com a Faro Editorial

Serie Marked:

4. Marca de Guerra

Sobre a autora:



Nasceu em 1973, em Los Angeles. Publicou romances dos mais variados gêneros, muitos dos quais entraram para a lista de mais vendido do New York Times, com três pseudônimos diferentes. Mãe de dois filhos, trabalhou como tradutora de russo para o serviço de inteligência do Exército dos Estados Unidos;

0 comentários:

Deixe seu comentário