(Resenha) A Garota Que Bebeu a Lua - Kelly Barnhill

Livro no Skoob: A Garota Que Bebeu a Lua
Título Original: The Girl Who Drank the Moon
Autora: Kelly Barnhill
Editora: Galera Record
Páginas: 308
Ano: 2018

Uma fábula sobre aceitação, amor, amadurecimento e o poder da memória. Da autora de O Filho da Feiticeira, considerado o Livro do Ano pelo Washington Post. Todo ano o povo do Protetorado deixa um bebê como oferenda para a Bruxa que vive na floresta, na esperança de que o sacrifício a impeça de aterrorizar sua pequena cidade protegida pelos muros e pela Torre das Irmãs da Guarda. Mas, Xan, a Bruxa na floresta, ao contrário do que eles acreditam, é bondosa. Ela vive em paz com um Monstro do Pântano muito inteligente e um Dragão Perfeitamente Minúsculo. Todo ano ela resgata o bebê deixado pelos Anciãos e o leva em segurança para uma família adotiva em uma das Cidades Livres do outro lado da floresta. Durante a longa viagem, quando a comida acaba, Xan alimenta os bebês com luz estelar. Em uma dessas ocasiões ela acidentalmente oferece a um deles a luz do luar, dotando a menininha de uma magia extraordinária. A bruxa então decide criar a menina “embruxada”, a quem chama de Luna. Conforme o aniversário de treze anos da menina se aproxima, sua magia começa a aflorar – e pode colocar em perigo a própria Luna e todos à sua volta

Falar desse livro vai ser uma tarefa fácil, pois mesmo após terminar a leitura a doçura de sua essência continua em sua mente, pode-se dizer sem dúvidas que as definições de fofura foram atualizadas!

Ao escolher A Garota Que Bebeu a Lua eu não imaginava que não largaria o livro e só de ter que afastar meus olhos das páginas seria uma tarefa árdua, acompanhar a narrativa desta história foi tão gostoso que só de lembrar já vem aquela sensação de carinho que só alguns livros muito especiais conseguem nos passar.

A Garota que Bebeu a Lua é um livro infanto-juvenil mas que pode ser lido por qualquer idade, aliás acho que ele não só pode como deve ser lido, pois é de uma beleza tocante e dificilmente você irá resistir a se apaixonar pelos personagens criados pela autora.

Nossas protagonistas, pois esse é um livro que  mostra o lado feminino em suas diversas faces, são fortes, mágicas e a base para que a história flua entre as páginas, conhecemos Xan a Bruxa, e Luna a bebezinha resgatada por ela na floresta e que foi acidentemente embruxada, as duas irão aprender juntas sentimentos profundos e criarão um laço de amor que toca nossos corações desavisados.


O livro todo é muito poético e mesmo tendo essa pegada mais infantil, traz temas importantes e uma mensagem a ser descoberta e seguida, o amor esta presente e abunda em cada página, cada personagem tem um papel crucial e nos mostram que mesmo um pequeno dragão perfeitamente minúsculo pode ser grande, e que monstros podem recitar poesias, o bem e o mal nem sempre é o que pensamos ser.

Esse é aquele livro que você tia(o) leitora pode dar de presente para os pequenos que desejam enveredar pelo fantástico mundo dos livros, ou até mesmo comprar pra você com a desculpa que é para um sobrinho quem sabe? Acima de tudo esse é um livro belo e que precisa ser lido, sentido e amado, pois se existe uma palavra para defini-lo essa palavra é AMOR.


A GAROTA QUE BEBEU  A LUA foi cedido em parceria com a GALERA RECORD

Sobre a autora:



Kelly Barnhill é autora de livros para crianças e adultos, e de poesia, que ela sussurra no escuro quando ninguém está ouvindo. É autora, também, de The Mostly True Story of Jack e Iron Heartd Violet ganhador do Parent's Choice Gold Award. 

3 comentários:

  1. Oi
    Quero muito este livro, parece ser bem gostoso de ler e que capa mais linda. Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Meu nome é Tanara e estou voltando pro mundo blogueiro agora! Adoraria se vc visitasse meu blog e seguisse, caso goste! Também seguirei o teu! Grande beijo! (:

    Ps: amei teu blog por que sou apaixonada por leitura e ando sempre em busca de recomendações!

    ResponderExcluir
  3. Olá, estou querendo muito ler esse livro e sua resenha só aumentou minha vontade. Tão bom quando encontramos uma leitura que nos faz feliz e esse livro parece ser assim. Beijos.

    ResponderExcluir