(Resenha) Bela Gratidão - Corey Ann Haydu

Livro no Skoob:  Bela Gratidão
Título Original: Making Pretty
Autora: Corey Ann Haydu
Editora: Galera Record
Páginas: 432
Ano: 2017

Um romance sobre amadurecimento e a dureza de crescer em uma cultura que exige das mulheres nada menos que a perfeição. Corey Ann Haydu explora as complexidades da família, os limites do amor e quão duro é crescer em uma cultura que premia a beleza acima de qualquer outra coisa e cobra das mulheres nada menos que a perfeição. Uma leitura atual que dialoga direta e honestamente com a multiplicidade de questões enfrentadas por adolescentes e jovens no mundo todo – a confusão do primeiro amor, os dramas familiares e a construção da própria identidade no meio de toda essa loucura. O livro está cheio de personagens realistas, que tropeçam nos próprios medos e cometem erros com alguns dos quais é impossível não se identificar. Montana e sua irmã Arizona têm um pacto desde que a mãe as deixou: São elas duas contra todo o mundo. Com o pai sempre imerso em relacionamentos tóxicos e uma sucessão de madrastas essa foi a maneira que encontraram de seguir  em frente. Mas agora que Arizona foi para a faculdade Montana se sente deixada pra trás e perdida, mergulhando em uma amizade vertiginosa e empolgante com a ousada Karissa. No meio disso tudo, Montana encontra uma distração em Bernardo. Resta saber se Montana têm a confiança necessária no que sentem um pelo outro para encaixar Bernardo na sua vida imperfeita.

Bela Gratidão foi um livro que me chamou atenção primeiro pelo título, mas ao ler a sinopse fiquei ainda mais curiosa, e mesmo tendo terminado a leitura ainda não sei descrever essa experiência. O livro nos conta a história de duas irmãs Montana e Arizona, que após serem abandonadas pela mãe, cresceram vendo o pai entrando e saindo de um casamento após o outro.

Montana é a nossa narradora e através dela conhecemos os aspectos de sua família e vemos como ela se sente sozinha. Após sua irmã ir para a faculdade ela se sente ainda mais isolada e com o pai sempre ocupado ela acaba encontrando em Karissa mais que uma amizade, mas também uma esperança de que não esta sozinha. Durante o livro conhecemos mais da família de Montana, de suas ex-madrastas e os motivos que levaram sua mãe a abandoná-las, em meio a tudo isso esta Bernado, a promessa de um primeiro amor, mas com sua vida tão bagunçada como fazer sua vida normal o suficiente para isso? 

A narrativa é cheia de sentimentos, no início eu não entendi muito bem qual o rumo que estava seguindo, mas ao questionar amores, família, amizades, coisas pelas quais devemos nos sentir gratos, me deixou um sabor agridoce ao virar a última página, e um sentimento de que faltava algo, queria muito que a autora tivesse dedicado mais páginas para descrever a relação da Montana com seu pai, o relacionamento dos dois foi algo que me despertou um sentimento triste, não sabia se as atitudes dele eram propositais ou ele apenas não entendia como as suas ações estavam afetando suas filhas.

Portanto, o livro Bela Gratidão foi uma leitura um pouco mais lenta, mas que dessa forma me fez gostar mais do livro, pois suas pequenas doses me levaram a entender mais do que estava nas entrelinhas, não tinha lido nada da autora então foi a minha primeira experiência com ela, e mesmo não tendo amado o livro, ainda gostei bastante de como ele me fez se sentir.


BELA GRATIDÃO foi cedido em parceria com a GALERA RECORD

Sobre a autora:



Cresceu nas ruas de Boston, Massachusetts, onde desenvolveu um profundo amor por livros, queijo, ruas de paralelepípedos e Gilmore Girls. Atualmente mora em Nova York, onde arrumou novas paixões, como livrarias, os prédios de Brooklyn, escrever em cafés e queijos mais finos.

4 comentários:

  1. Gostei da resenha Janiele. Achei a sinopse interessante, mas o livro não conseguiu chamar a minha atenção. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Jani, tudo bem? Não conheço a autora, é a primeira resenha que leio desse livro. Gosto de histórias que falam de família e apesar da narrativa lenta parece bem interessante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Olá, Janiele.
    Eu não conhecia esse livro ainda. Pelo nome achei que era daquela série Belo Desastre hehe. A história parece ser interessante. Gosto de livros que abordam relacionamentos pai/filha. Mas não sei se leria ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir