(Resenha) Jane Austen Roubou Meu Namorado - Cora Harrison

Livro no Skoob: Jane Austen Roubou Meu Namorado
Título Original: Jane Austen Stole My Boyfriend
Autora: Cora Harrison
Editora: Rocco Jovens Leitores
Páginas: 288
Ano: 2017

Baseado nos diários da escritora Jane Austen na adolescência, este divertido romance juvenil é uma história de aventura, mistério, fofocas e, claro, flertes e paixões. Uma das autoras mais queridas em todo o mundo, cujo bicentenário de morte ocorre este ano, Jane Austen (1775-1817) segue arrebanhando uma legião de fãs em pleno século XXI com romances nos quais retrata a sociedade inglesa de sua época com precisão e ironia. Em Jane Austen roubou meu namorado, a escritora irlandesa Cora Harrison recria, para os jovens de hoje, a atmosfera dos livros da própria Jane Austen mesclando ficção e dados reais, a partir dos diários da autora de Orgulho e preconceito. O livro retrata as peripécias amorosas da futura escritora, que já se considerava uma especialista em assuntos do coração, e de sua prima Jenny.

Jane Austen roubou meu namorado, é uma espécie de continuação do livro Eu fui a melhor amiga de Jane Austen, mas a leitura de um, não interfere no outro. Eu por exemplo, não li o livro anterior, e não me senti prejudicada durante a leitura. Esse livro foi o primeiro contato que eu tive com a escrita da Cora Harrison, e se eu não estiver enganada, é a primeira vez que leio um livro em formato de diário. Então para mim, foi um desafio, pois por ser um diário, obviamente temos muitas descrições, o que por vezes pode tornar a leitura um tanto enfadonha, ainda mais se considerarmos que a escrita foi feita de acordo com o ano de 1971, que é o tempo em que ocorre toda a história.

O livro é formando em grande parte pelo diário secreto de Jenny Cooper, que é a prima e amiga de Jane Austen. Enquanto a Jane escrevia trechos do que viriam a ser seus romances, Jenny está escrevendo sobre o seu dia no seu diário. A narração começa com Jenny muito feliz, pois ela está apaixonada por Thomas Williams.

“Thomas Williams, o mais jovem capitão da Marinha – corajoso, bonito e nobre... e apaixonado por mim! Alto – mais alto que a maioria das pessoas no baile; ombros largos; cabelos pretos e brilhantes como a asa de um melro sob a luz de velas dos candelabros acima; olhos castanho escuros; tão penetrantes. [...] E ainda não consigo acreditar que ele tenha me pedido em casamento.”.

E tudo estaria perfeito, se não fosse o fato de Jenny ter apenas 17 anos, e precisar da autorização do seu tutor, no caso seu irmão mais velho Edward-John, para poder casar-se. Porém, a cunhada de Jenny, a terrível e insuportável Augusta não está muito interessada na felicidade da irmã de seu esposo, ela só pensa no dinheiro que irá perder quando Jenny se casar. E que esse casamento só valeria a pena se ela obtivesse alguma vantagem, o que não é o caso. Então, ela influencia o marido para que ele proíba o casamento da irmã.

“Fiquei muito orgulhosa de mim mesma. Quando Edward-John disse que mamãe havia me deixado sob responsabilidade dele, respondi com muita calma e de forma bem sensata:
- Isso foi porque ela pensou que você, como meu irmão, fosse fazer tudo por minha felicidade.
E ele ficou vermelho e não disse mais nada.”.

Mas nem Thomas nem Jenny vão desistir, eles se amam muito e não tem dúvidas de que devem ficar juntos. Mesmo sendo proibidos de se encontrar e até mesmo de trocarem correspondências, eles sempre dão um jeito de se comunicarem ou se verem.

“- Você está tão linda – murmura em meu ouvido, e eu sorrio e sei que tanto faz se meus cachos estão presos com firmeza ou escorrendo pela nuca; não faz diferença para ele. Thomas me ama como sou, não importa o que eu faça ou diga.”

E para ficarem juntos os dois vão contar com a ajudas de muitas pessoas que gostam deles de verdade, incluindo a nossa querida Jane Austen. Quando Thomas precisa fazer uma viagem a trabalho os Austen vão passar as férias em Bath, e levam a Jenny juntos. E é lá que Jane e Jenny vão passar por algumas aventuras, e onde Jane Austen finalmente irá se apaixonar.

A parte mais legal do livro, é o final, em que a autora nos conta quais partes da história foram de fato reais, e em que ela se inspirou para escrever o restante. Faz muito sentido, e demonstra que a autora fez de fato pesquisas para poder escrever esse livro. O livro tem algumas pitadas de aventuras, mas não espere nada de extraordinário, ele é daquelas narrações leves e bem tranquilas, em alguns momentos eu achei a leitura um tanto arrastada, e num geral bastante previsível. Mas, ainda assim, se você é fã de Jane Austen, assim como eu, esse livro é uma oportunidade para imaginarmos como foi a nossa querida autora na adolescência.

JANE AUSTEN ROUBOU MEU NAMORADO foi cedido em parceria com a EDITORA ROCCO


Sobre a autora:



Cora Harrison nasceu na Irlanda, foi professora por 25 anos e escreveu vários livros infantis. Somente em 2017 ela escreveu o seu primeiro livro para adultos intitulado  My Lady Judge (primeiro de sua série de mistério ''The Burren'')

2 comentários:

  1. Olá, achei a capa linda demais *-*

    Me interessei muito história, sempre gostei de livros com formato de diário hehehe

    Bjs, e dá uma passado no meu blog:
    http://acciobks.blogspot.com.br/2017/10/resenha-sonata-em-punk-rock.html

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Não li o outro livro, mas estou curiosa pelos dois. Parece ser uma boa leitura e adorei o enredo. Quero ler.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir