(Resenha) F*ck Love - Tarryn Fisher

Livro no Skoob: F*ck Love - Louco Amor
Título Original: Fuck Love
Autora: Tarryn Fisher
Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Ano: 2017

Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.Kit Isley é o oposto dela desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente. Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas. Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.

''Ele que se foda, e o amor que se foda junto''

Garota que se apaixona pelo namorado da melhor amiga, não importa o quanto clichê isso seja em alguns livros eu sempre vou ficar interessada em saber como isso irá terminar. Por isso assim que li a sinopse de F*ck Love já fiquei curiosa para começar logo essa leitura, e preciso dizer que nunca li um começo de livro tão esquisito e desconcertante. A sinopse cumpriu o que prometeu, pois é impossível não se viciar na história logo nas primeiras páginas lidas!

O primeiro capítulo já começa com um acontecimento bastante insano, que mexe com a mente do leitor, e também como as emoções da nossa protagonista, mas não vou contar para não estragar a surpresa, é um assunto que vocês precisam ler para entender do que eu estou falando. Helena é uma jovem que ainda não sabe bem o que quer da vida profissional, apesar de ter se formado em contabilidade, e os últimos acontecimentos a encheram de dúvidas, principalmente com relação a sua vida amorosa que anda péssima.

Apesar de namorar o Nell a algum tempo, Helena começar a olhar para Kit, namorado de Della (sua melhor amiga) com outros olhos, e toda vez que ela está perto dele começa a sentir algo que nem ela mesma sabe explicar e com o convívio os dois vão ficando cada vez mais próximos. O relacionamento de Della e Kit é bem conturbado, porém os dois continuam namorando, e seguindo em frente com as suas vidas, mas com o tempo as coisas vão se complicando principalmente depois de uma notícia que unirá ainda mais casal. Com todos esses fatos acontecendo Helena acha que está sendo desleal com a amiga.


Depois de tantas decepções que teve, Helena toma uma decisão que mudará a sua vida, pois o que ela deseja no momento é uma nova aventura que a faça esquecer de Della e de Kit e de todos os problemas que eles lhe causam. Nesse novo rumo, ela encontrará um lugar calmo para viver, uma colega de quarto bem peculiar e enigmática e também um novo emprego.

Um começo. Quero fazer parte do mundo mágico, não do mundo dos trouxas. Pego meu exemplar surrado de Harry Potter e o Cálice de Fogo, que está cheio de dobras nas pontas das páginas. Este livro não sai da minha mesa de cabeceira desde que o li pela primeira vez, há seis anos. É o meu favorito dos sete. Eu o trouxe para ler no avião, para ganhar coragem. Para me lembrar do motivo que me leva a fazer o que estou fazendo. É o meu Felix Felicis.     Página, 119

Talvez essa nova escolha de vida até desse certo, se o lugar que ela escolheu não a fizesse lembrar de Kit a todo instante, e por mais que ela queira se ver longe dele, não vai ser fácil principalmente quando Della precisará do seu apoio em um momento difícil. Della não é das melhores amigas, e eu como leitora ficava me questionando o tempo todo, como a Helena conseguiu aguentar tanta coisa dessa mulher, principalmente a ingratidão.

F*ck Love é um livro de leitura ágil, porém o que mais me aborreceu foram os personagens, não consegui me conectar tanto quanto gostaria com eles, principalmente com o Kit, pois ele é daqueles personagens que não sabe o quer, e sempre toma atitudes irritantes ao longo da trama, a Helena também, às vezes queria entrar no livro e fazê-la parar de ser tonta. O relacionamento dos dois me deixava louca, mas acabamos aprendendo com isso, e refletindo até sobre nós mesmos, e as nossas escolhas. É impossível não ficar ansiosa sobre como tudo isso irá terminar, e que destino a autora reservou para os protagonistas. Gostei da narrativa em primeira pessoa, e a alusão que a Helena fez referente a Harry Potter, e as hashtags em cada começo de capítulos são bem divertidas.

Esse livro vai te fazer sentir um misto de emoções que você nunca viu igual, temos aqui um relacionamento tenso, com duas pessoas que precisam se perder para poderem se encontrar e fazer o amor dar certo, apesar de todas as dificuldades. Uma história que poderia acontecer com qualquer um de nós, de tão real e intensa que é. Tarryn Fisher sabe como fisgar o leitor, principalmente aqueles que procuram uma trama bem trabalhada e repleta de dramas e surpresas.

As palavras dele calaram fundo em mim. Penso nelas e estreito os olhos. Não preciso acreditar. Não mesmo. Mas acredito. E é então que as coisas mudam. A mudança pode tomar conta de você em questão de segundos? Sim. Basta apenas que seja o momento certo, as palavras certas, e que coração e cérebro estejam em sintonia. Eu vou à luta.  Página 255

F*CK LOVE LOUCO AMOR foi cedido em parceria com a FARO EDITORIAL 


Sobre a autora:


Tarryn Fisher é autora best-seller do The New York Times. É fundadora do blog de moda, @guise_of_the_villain e coautora da série Never, Never, com Colleen Hoover. Tarryn ama vilões, pois ''todos sofreram com excesso de vaidade (como eu). Eu gosto de fazer desses tipos de personalidade o centro das minhas histórias''. Ela vive em Seattle com o seu marido e dois filhos. Adora dias chuvosos, Coca-Cola, café e uma boa dose de sarcasmo, mas odeia adjetivos ruins. Sua trilogia Amor e Mentiras foi lançada no Brasil pela Faro Editorial, que também prepara o aguardado Bad Mommy

10 comentários:

  1. Oi, Eli!
    É bem bad quando a gente não se conecta com os personagens.
    Eu particularmente não tenho vontade de ler esse livro...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário do Balaio de Babados e O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Olá, Elidiane.
    Eu gostei dessa capa e tinha lido uma outra resenha dele e ficado com vontade de ler. Mas agora lendo sua resenha acho que a vontade passou. Esses personagens já me deram no saco só de ler sua resenha. Eu não gosto muito desse tema de se apaixonar pelo namorado da amiga porque geralmente os autores descrevem a tal amiga como uma vaca para justificar a garota se apaixonar pelo namorado dela. E também não suporto esses garotos que fiam em cima do muro. Se está afim da amiga da namorada termina o namoro logo, não fica enrolando a coitada.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Parece uma história que no começo é meio confusa, depois parece que melhora um pouco. Não sou muito de romances, mas como esse acho que tem bastante de intrigas e situações bem diferente daquele romance chato.. afinal tem duas amigas aí na disputa, parece até que a leitura é divertida kkk

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Pelos teus comentários parece ser uma história bem intensa, e eu adoro. Estou curiosa por este livro, gostei.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Eli! Eu gostei tanto desse livro, não conseguia largar. Apesar dos personagens terem um jeito irritante as vezes, achei eles bem reais e isso me agradou muito. Quero ler outros livros da autora.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi! Parece aquele tipo de enredo que não podemos julgar os protagonistas, e estou bem curiosa para ler. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  7. Poxa vida, fiquei curiosa pra saber o que que acontece logo no começo da história, que maldade fazer isso com a gente hahahaha eu já não gosto muito de triângulos amorosos, então imagino que eu vá passar por uma montanha russa de emoções maior ainda hahha ótima resenha!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Eli,

    Já ouvi falar muito bem da escrita da autora. Uma pena que os personagens não te cativaram tanto;.
    Mas é uma dica anotada de livro.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  9. Esquisito e desconcertante, estas foram as palavras que me chamaram atenção para querer ler o livro.
    Li algumas resenhas dele, mas está é a primeira que realmente me aguçou a vontade.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Eli!
    Na primeira página eu fui fisgada pela autora, comecei a devorar o livro literalmente, mas aí o protagonista fazia tanto doce que estava ficando diabética e quando pensei em dar um tempo na leitura, eis que a autora me fisgou de novo. Tive um pouco de raiva de Della e em alguns momentos a própria Helena, chata do bege (hahaha) me irritou também, mas acho que isso é algo normal, a autora quis mostrar que seus personagens são imperfeitos e hoje em dia acho que não existe ninguém perfeito. Eu gostei muito da obra só achei aquele final esquisito

    beijinhos!

    ResponderExcluir