(Resenha) E Viveram Felizes para Sempre - Julia Quinn

Livro no Skoob: E Viveram Felizes para Sempre
Título Original: The Bridgertons: Happily Ever After
Série: Os Bridgertons #9
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Ano: 2016
Alguns finais são apenas o começo... Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos... Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza. Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton. Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.

O que eu mais gostei em ler em E Viveram Felizes para Sempre, é que ele não me deixou com a sensação de fim, mas de continuidade. Quando eu terminei de ler A Caminho do Altar, eu fiquei na maior “bad”, mas esse livro que encerra a série dessa família tão amada, é tão lindo, tão luminoso, tão cheio de amor, que você fica com o coração cheio de alegria e ainda mais apaixonada pelos Bridgertons.

E Viveram Felizes para Sempre foi um livro escrito especialmente para os fãs da série, você percebe isso em cada frase, em cada trecho e em cada parágrafo, é uma sensação de vínculo, é como um velho amigo te visitando, e contando tudo o que lhe passou desde a última vez em que se encontraram. E para melhorar ainda mais, antes de cada capítulo, a Julia de fato interage com o leitor, contando o que estava pensando ao escrever esse segundo epílogo de cada história.

Esse é com certeza um dos livros mais divertidos da série Os Bridgertons, é gostoso de ver que os nossos queridos personagens não perderam a sua essência, mesmo após tantos anos, já que essa é a ideia desse segundo epílogo, é dar um grande salto no tempo, e nos relatar um pouco do que aconteceu com os nossos amados personagens.
Como já falei anteriormente, a Julia introduz cada capítulo explicando um pouquinho sobre como surgiu a ideia do mesmo, e o capítulo em si é narrado em terceira pessoa. Logicamente o livro é composto por oito capítulos, onde a Julia apresenta os respectivos segundos epílogos de cada livro, respeitando a ordem em que os próprios livros foram lançados, começando assim com a história de Daphne e Simon e terminando com a de Gregory e Lucy. Porém ela não parou por aí, e nos presentou ainda mais com um capítulo adicional.

Durante toda a trajetória da série, nós ficávamos apenas imaginando como se deu o romance entre Violet e Edmund Bridgerton, pegando pequenos pedaços da história desses dois, e imaginado de qual dos dois cada filho herdou cada característica.
“Violet não sabia bem como descrever, mas havia algo nele que a deixava à vontade. Ele a fazia se sentir feliz. Livre.
Porque ele era assim. Bastara um minuto ao seu lado para ela perceber que ele era a pessoa mais livre e feliz que conhecia”

Então no último capítulo nós temos o Florescer de Violet, um conto sobre essa personagem tão querida por todos nós, que sempre que aparecia na história de seus filhos, roubava a cena. E nesse conto teremos a oportunidade ímpar de conhecer e nós apaixonar por Edmund, o patriarca dessa família, que infelizmente se foi de maneira tão precoce, e entendemos porque mesmo tendo convivido tão pouco com seus filhos, ele ainda assim conseguiu deixar um legado de amor nos seus corações.

“Edmund riu, uma risada alta, sincera e perfeitamente, esplendidamente calorosa. Ele estava tão feliz! E fazia Violet feliz. [...] quando suas mãos se encontraram e Violet olhou de verdade, pela primeira vez, dentro dos olhos dele, não conseguia imaginar a vida com ninguém além de Edmund Bridgerton. Ele era sua outra metade, aquele que a completava. Eles seriam jovens juntos e então envelheceriam juntos. Andariam de mãos dadas, se mudariam para o campo e fariam muitos e muitos bebês. Seus filhos não seriam solitários. Ela queria um monte deles. Um bando.”

Enfim, não há muito o que se falar sobre as histórias contidas no livro, porque o melhor dele é a surpresa, e eu espero que se você for tão fã dessa série como eu sou, aprecie muito essas histórias, pois é nítido ver com a Julia Quinn escreveu cada uma delas com muito carinho para nós.

E VIVERAM FELIZES PARA SEMPRE foi cedido em parceria com a EDITORA ARQUEIRO


Sobre a autora: 



Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons. É formada pelas universidades Havard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o Romance Whiters of America's Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico. 

13 comentários:

  1. Oi, Amanda!
    Pulei sua resenha porque comecei agora a conhecer essa família maravilhosa e tenho medo de pegar algum spoiler involuntário.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha premiada Paixão e Crime
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Nossa, pela sua resenha deu pra sentir a paixão que a autora colocou nos livros! Confesso que, apesar de gostar da premissa, a personalidade da autora teve uma grande influência quando coloquei os livros na TBR haha
    Por inteligência, essa pessoa aqui comprou o segundo livro da série, então estou atrás do primeiro para embarcar direito nas aventuras dessa família. Mal posso esperar para começar!

    Abraço! Fábio - lupiliteratus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Quero muito ler os livros dessa autora, todo mundo elogia as obras dela, hehe. Adorei a resenha! <3

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio de 5 KITS

    ResponderExcluir
  4. Adoro ler séries, principalmente romances. E gosto ainda mais quando os romances são tão bons que os leitores não conseguem aceitar o final. A ideia de, em um livro, reunir oito epílogos, me parece um ótimo fan service. Ainda não conhecia a série Os Bridgertons e fiquei feliz em ver sua empolgação com os livros. Vou pesquisar mais a respeito com toda certeza, sua resenha foi excelente <3

    http://nostalgiacinza.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oie
    Eu amei este livro, os contos desvendaram várias pontas soltas que autora havia deixado. Sou muito fã da Julia Quinn.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda, tudo bem?

    Estou com os 5 primeiros livros dos Bridgertons para ler e não sei por qual motivo ainda não iniciei a leitura. Toda vez que leio uma resenha de algum dos livros fico babando e pensando que preciso dessa série na minha vida. A Júlia parece ter uma maneira espetacular para contar suas histórias, não fazendo suas mocinhas de época como umas desmioladas, mas como mulheres determinadas.
    Fico feliz em saber que esse último livro foi feito pensando nos fãs da série e consegue fechar com chave de ouro. Adorei sua resenha, Parabéns!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Este livro foi um belo presente para os fãs e adorei ter a história da Violet no fechamento.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela resenha Amanda! Já li O Duque e Eu e O Visconde que me Amava e amei! No momento estou lendo Um Perfeito Cavalheiro e estou apaixonada pelo livro! Mal posso esperar para ler Os Segredos de Colin Bridgerton, Para Sr Philip com Amor, O Conde Enfeitiçado, Um Beijo Inesquecível, À Caminho do Altar e E Viveram Felizes para Sempre! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  9. Ainda falta para mim ler os dois ultimos livros da série, mas Julia Quinn é garantia de sucesso. Sou apaixonada por esses livros.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Ta ai mais uma série de livro que nunca li e nunca tive muita vontade. Porém a sua resenha é a primeira que leio de Viveram Felizes Para Sempre e ela me deu vontade de começar a interagir nesse mundo da Julia Quinn, que todo mundo fala. Acho que posso gostar por alguns pontos, por isso já estou colocando na minha lista. Obrigada pela dica!
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Seu texto é bem escrito.
    O mais curioso pra mim é ver números tão expressivos de livros que nunca ouvi falar.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Amanda.
    Acredito que esse livor era necessário para acalmar os corações das fãs da série hehe. Eu amei o livro e rever os personagens que moram no meu coração. E a história da Violet fez toda a diferença.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Oi Amanda, amo essa série e fiquei muito feliz quando soube desses epílogos extras, á está na minha estante, mas estou esperando a saudade dessa familia apertar.
    Bjs Helyssa
    www.fadasliterarias.com.br

    ResponderExcluir