(Resenha) Enquanto Bela Dormia - Elizabeth Blackwell

Livro no Skoob: Enquanto Bela Dormia
Título Original: While Beauty Slept
Autora: Elizabeth Blackwell
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Ano: 2016

Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.
Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja tornam-se atemporais.
Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.
Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor a magia mais poderosa do mundo , qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.

Enquanto Bela dormia é uma versão do clássico A Bela Adormecida, porém numa roupagem muito mais realista, muito mais humana, e muito mais triste. O enredo construído pela Elizabeth Blackwell foi muito bem estruturado, porém não foi bem desenvolvido, e apesar da trama ter um quê de mistério, a história acabou ficando arrastada, e a ideia da autora de em cada capitulo acrescentar mais um segredo muitas vezes me irritou.
Aquela mulher tão bondosa, mas tão triste, confiava em mim. E eu faria qualquer coisa para deixa-la feliz.
- Estou às ordens – declarei.
Se eu soubesse os sacrifícios que meus serviços à rainha Lenore acabariam por implicar, será que minha resposta teria sido a mesma?
A história é narrada em primeira pessoa, e a narradora personagem por muitas vezes se faz a mesma pergunta “Será que...?” E isso deixava a leitura extremamente irritante, pois eu lia a história, mas com o pensamento no que ainda estava por vir.

A narradora dessa história é Elise Dalriss, uma jovem que ao perder a sua mãe e quase toda a família para a varíola, resolve sair da mísera fazenda da sua família para tentar encontrar um emprego para si no castelo. E é lá que sua história vai de fato começar.

Pouco tempo depois de chegar ao castelo Elise vai trabalhar com a Rainha, uma senhora muito bondosa e bonita, mas que anda sempre triste e cabisbaixa, isso porque mesmo amando muito o Rei e sendo amada por ele também, não conseguir ser mãe é algo que foi consumindo a sua felicidade dia após dia, e ela vai fazer de tudo para conseguir realizar esse desejo, não só por ela, mas pelo Rei e pelo reino.

E para isso ela vai contar com a ajuda da tia do Rei, Millicent, que diz para a Rainha que existe uma forma dela ter um filho, mas em troca ela deseja controlar a Rainha. De tão desesperada a Rainha aceita a oferta de Millicent e conforme dito por ela, nasce o herdeiro do trono.

Mas ao contrário do que a Rainha desejava, ao invés de um menino, nasce uma linda menina, que deixa o Rei tão extasiado de felicidade, que ele declara para todo o reino que ela é a sua herdeira e a primeira na linha de sucessão ao trono.

Porém promessas precisam ser cumpridas, e quando Millicent tenta exercer o seu controle sobre a Rainha, o Rei se enfurece e proibi que sua tia chegue perto da Rainha ou da pequena princesa Rosa. Mas Millicent revoltada com essa decisão jura se vingar do seu sobrinho, e essa vingança promete ser devastadora.

Em paralelo a toda essa trama real, acompanhamos também a vida de Elise, suas descobertas, seus amores, suas alegrias e tristeza, e o imenso amor que ela adquire pela família do Rei, que faz com que ela abandone coisas que lhe são muito caras, pelo bem da Rainha e da princesa Rosa. Nos deparamos com todo o sofrimento pelo qual Elise passa, quando Millicent traz a destruição para dentro do reino.

A história é cheia de surpresas e reviravoltas, com um toque de romance, mas ao mesmo tempo muito humano, as dores e sofrimentos retratados tocam o leitor, e no final a leitura do livro se tornou mais fluida, quando ficamos loucos para saber o desfecho que a autora pretende dar, mas do início até pouco mais da metade do livro, a história se arrasta e acaba se tornando uma leitura cansativa.

ENQUANTO BELA DORMIA foi cedido em parceria com a EDITORA ARQUEIRO


Sobre a autora:





Elizabeth Blackwell se formou em história e comunicação na Universidade Northwestern e fez mestrado em jornalismo na Universidade Columbia.
Teve muitos empregos – entre eles o de editora de uma revista e escritora freelance –, mas o de autora é, de longe, seu preferido. Mora no subúrbio de Chicago com o marido, três filhos e uma pilha cada vez maior de livros de cabeceira.

13 comentários:

  1. Olá, Amanda.
    Parece ser uma releitura interessante, principalmente por causa da narradora improvável. Contudo, acho que esse "será que" também vai me irritar.
    Boa resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda, tudo bem?

    Eu não li o livro, mas a Jaci lá do blog leu e gostou bastante, mas tb comentou do ritmo lendo. Acho a premissa do livro bem interessante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Olá, Amanda!
    Desde quando lançou esse livro ele esta na minha lista de desejados! Até o momento não tive a oportunidade que compra-lo, espero adquirir esse livro algum dia... Parece que eu iria amar a leitura!
    Amei a resenha. :)
    Beijos,
    Keth.
    Blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Aah, que pena que acabou se tornando uma leitura cansativa, porque claramente a história tinha bastante potencial!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adoro releituras de contos clássicos!
    Pena que esses pontos chatos que apontou também vai me incomodar pq eu também me irrito com esse tipo de coisa, de qualquer forma vou dar uma chance e colocar como leitura do próximo ano... :)

    Beijinhos!
    www.auniversitaria.com

    ResponderExcluir
  6. Me interessei pelo livro na primeira vez que o vi. Mas o fato de ser narrado em primeira pessoa (detesto), somado à leitura arrastada, me desanimaram agora. Acho que vou deixar esse passar.

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela resenha Amanda! Estou ansiosa para ler Enquanto Bela Dormia e espero não me decepcionar. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Acho essa capa linda demais e tenho vontade de ler a estória, parece ser muito boa...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  9. Olá, Amanda.
    Eu gostei mais do livro do que você. Gostei da forma como a história foi desenvolvida. O meu problema com a história foi a Elise ter aberto mão de tanta coisa e nem teve uma recompensa por isso.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Oi
    a história até parece ser interessante, mas fui perdendo a vontade de ler ele conforme lia outras resenhas, pelo menos curtiu um pouco a leitura.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda,
    Eu queria ler esse livro, mas vi umas críticas negativas que me desanimaram um pouco. Acho que vou adiar a leitura...
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Amanda!
    EU li o livro há pouco tempo e gostei muito. Certo que o início é bem devagar, mas depois pelo menos para mim tudo valeu a pena porque o resto do livro superou tudo. Eu adorei o que li e adorei essa forma mais realista para recontar o conto.

    Bjux.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir