(Resenha) Dartana - André Vianco

Livro no Skoob: Dartana
Autor: André Vianco
Editora: Fábrica 231
Páginas: 784
Ano: 2016

Dartana apresenta um mundo retalhado entre vida e morte, fé e descrença, mitologias e mentiras. No romance, o primeiro de uma trilogia, Dartana é um planeta castigado por uma maldição da qual somente as feiticeiras escapam. Quando um novo deus da guerra surge, muitos habitantes daquele mundo sombrio marcham com ele rumo ao Combatheon, uma plataforma de guerra que representa sua única chance de se libertar da terrível maldição. Esbanjando criatividade e domínio narrativo, André Vianco constrói uma obra surpreendente em que deuses guerreiros, feiticeiras, soldados e construtores se unem para forjar um novo mundo.

André Vianco é um autor que sempre me despertou curiosidade, porém sempre deixava passar a oportunidade de conhecer suas obras, conhecido por seus livros vampiresco o autor nacional nos apresenta uma nova faceta, um mundo completamente diferente, cheio de mistérios e segredos.

Dartana é um planeta sujeito a uma maldição, que impede que todo e qualquer conhecimento seja mantido por seus habitantes, por mais que uma ideia venha a surgir, ela é arrancada de suas mentes, os mantendo em um estado primitivo por eras, porém isso pode mudar no Combatheon, onde os Deuses irão lutar por seu povo, em busca da vitória que irá libertá-los dessa terrível maldição.


O livro é narrado por diversos personagens:

Jeliath, líder dos construtores;
Dabbyne, feiticeira predielta de Belenus;
Parten e Thaidena, guerreiros do Deus Belenus;
Glaucia, médica da Terra(tia de Doralice);
Doralice, avatar da deusa Alkhiss na Terra.
Mander, o general do exército de Belenus;

Porém é através dos olhos de Jeliath e Dabbyne, que a maior parte da história é contada, ele é um construtor, que mesmo antes de ser escolhido para ir ao Combatheon já tinha fios de pensamentos que o permitiam contar suas Aithas (algo como gado), e ela como uma jovem que queria provar para o namorado rebelde que o Deus era real, que a luta de seu povo era importante.

No início me perdi um pouco pois a escrita do autor é bem densa, ele criou um mundo completamente novo, e é preciso um pouco de paciência para conhecê-lo, fiquei me perguntando se a leitura valeria a pena nas primeiras páginas, mas  com o despertar do Deus Belenus, e a marcha dos Dartanas ao Combatheon as coisas começam a mudar, nos vemos preso dentro desta guerra que mais parece um Jogo Vorazes entre deuses, onde apenas um poderá sair vencedor, e nisso nos pegamos torcendo pelo povo Dartana e almejando sua vitória.

Enquanto isso na Terra, acompanhamos o envolvimento de Gláucia e Doralice, e ambas tem um papel muito importante para o desenrolar da trama, e devo confessar que foi um pouquinho assustador ver uma menininha como avatar de uma deusa de guerra, e sua busca por poder e conhecimentos de armas.

Ao longo da leitura descobrimos que o nosso próprio planeta, a Terra já foi campeã no Combatheon e por isso hoje podemos criar máquinas e desenvolver pesquisas, graças ao conhecimento conquistado pelo nosso Deus de guerra, é bem interessante como tudo vai se encaixando nesse processo.

Dartana não foi uma leitura fácil, o livro é bem extenso com quase 800 páginas, porém após os primeiros capítulos a leitura começa a fluir bem mais rápido pela nossa própria sede de conhecimento, assim como os próprios Dartanas queremos descobrir o que tem depois do Combatheon, o que acontece aos vencedores, porém por se tratar de um livro de fantasia com aliens pode não agradar a todos os leitores, mas se você curte uma boa fantasia esse livro nos presenteia com uma nova visão, novos mundos, novo povos e nos deixa com uma pulguinha atrás da orelha para saber o que virá a seguir.

DARTANA foi cedido em parceria com a EDITORA ROCCO




André Vianco é escritor e roteirista. É fã de Henry James e Victor Hugo, e cresceu alimentado por seriados, literatura, filmes e HQ's. Ele vive em Osasco com sua esposa e filhas, e hoje presta sua imaginação para a cidade, infestando suas ruas de seres surreais em aventuras marcadas por ação e pelo constante contato com o sombrio. 

15 comentários:

  1. Gostei da resenha Janiele. Aprecio muito os livros do André Vianco, porém confesso que essa distopia não conseguiu chamar a minha atenção. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Oie
    No momento estou evitando livros tão grandes, e imagino que seja uma leitura mais densa. Apesar de ficar curiosa pelo enredo, não o leria agora.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiii Janiele

    Já tenho uns 3 livros grandes assim pendentes pra ler....haha, e vou ser bem sincera, me dá preguiça pensar em ler mais livros largos assim. Além disso, admito que a história não me chama muito a atenção, então, dessa vez vou deixar passar a dica

    Beijos

    resenhaatual.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Janiele.
    Uma amiga minha que é muito fã do autor tem esse livro e vou ver se consigo emprestado. Já li vários outros livros dele e pelo que vi aqui esse é bem diferente de tudo o que ele já escreveu. Espero gostar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Pelo visto o livro é realmente o que o seu tamanho de tijolo sugere: uma leitura densa, que é algo que ultimamente tô sem tempo pra aproveitar uma :/ o meu sofrimento pra finalizar os de outlander tá enorme! Mas pela premissa Dartana é uma ótima opção para algum dia!

    https://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi
    que livro grande, olha só tinha interesse sem ler um livro do autor e quando li nem gostei, mas apesar de ter curtido a resenha chamou minha atenção.

    https://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi! Eu nunca li nada do autor e este será meu primeiro contato com seu trabalho, espero gostar já que o livro é bem grande.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Janiele, tudo bem?

    eu li O sétimo e o Os sete do autor, mas não eram livros não grandes assim não rsrss Mas tinha muitos personagens, talvez seja a característica do autor. Não conhecia Dartana, parece ter uma boa premissa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Adoro os livros do André, porém encontrei esse impasse em Dartana, acabei de chegar na pagina 100 e estou bem amarrada, ainda bem que você fala que depois vai desenrolar.

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto muito do André Vianco, e adorei o livro até chegar na página final, achei o Fim meio esquisito, só teria mais sentido se o livro fosse continuar numa trilogia ou algo assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Eu amo os livros do André Vianco. Tenho todos e adquiri este na sexta e o devorei no fim de semana. Tem muitas reviravoltas que fazem ficar grudada no livro (bem típicas do Vianco) mas concordo que o final deixou um gosto amargo...espero mesmo que seja uma trilogia

      Excluir