(Resenha) Toda Sua - Sylvia Day

Livro no Skoob: Toda Sua
Título Original: Bared to You
Série: Crossfire #1
Autora: Sylvia Day
Editora: Paralela
Páginas: 280
Ano: 2012
Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.

Não sei ao certo o que me motivou a ler este livro, mas resolvi dar uma chance para ele, creio que estava a fim de ler sobre um mocinho irresistível e macho alfa, então o livro estava lá disponível no meu e-reader, e eu pensei, porque não?! Não é novidade para ninguém que a série Crossfire surgiu na modinha trazida por 50 Tons de Cinza, nada contra os livros da E. L. James, mas na época o tema ficou tão saturado que eu nem consegui terminar de ler a referida série, parando no segundo. Então pra mim, foi uma coisa boa ler Toda sua apenas agora, mas vamos deixar de enrolação e ir para as minhas impressões do livro.

Foi impossível ler esse livro sem associar o Gideon Cross com o Henry Cavill (my forever love). Não sei se a autora pensou no Henry, mas a descrição é idêntica (suspiros), então eu entendi perfeitamente o comportamento do Eva ao cruzar com o Gideon pela primeira vez. Mas por traz deste rostinho, corpo, tudo bonito (rsrs) existe um homem com uma necessidade extrema de estar sempre no controle, é por isso que com seus 28 anos de idade já é dono de praticamente metade de Manhattan, e CEO da Crossfire. Ou seja, jovem, lindo, rico, e também perturbado, existem marcas do seu passado que deixaram um peso enorme em Gideon, coisas que ele simplesmente não consegue deixar para trás, tem feridas que nunca cicatrizaram, e isso influencia drasticamente no seu comportamento, porém ele só vai refletir sobre isso, e sentir o desejo, e até mesmo a necessidade de mudar depois que conhece Eva.

Inicialmente eu achava que a Eva iria trabalhar diretamente para o Gideon, mas ao iniciar a leitura eu descobri que na verdade ela é assistente de Mark Garrity na Waters Field and Leaman, uma das maiores agências de publicidade dos EUA que tem sua sede situada na Crossfire Building, ou seja, ela e Gideon trabalham no mesmo edifício. Eva Tramell tem 24 anos, e está super feliz no seu novo emprego, na sua nova cidade, morando no seu mais novo apartamento com o seu melhor amigo, ou seja, estava tudo indo muito bem, na mais perfeita ordem, do jeitinho que ela tinha planejado. Mas tudo muda quando ela conhece Gideon Cross e ele lhe faz uma proposta escandalosa, que inicialmente ela tenta resistir, porém Gideon se mostra bastante insistente. E o que começa como algo totalmente sem compromisso, acaba se tornando algo bem mais sério. 

Esse livro bem podia se chamar Todo Seu, pois eu vejo que o Gideon tem uma necessidade da Eva muito maior do que a que ela tem dele. Mas em contrapartida a Eva se entrega muito mais que o Gideon, tal como ele, ela teve seus traumas, o que fez dela uma mulher um tanto insegura, mesmo sendo linda e bem-sucedida, mas não ache que ela é uma mulher fraca por causa da sua insegurança, isso apenas faz com que ela crie barreiras e afaste as pessoas para se proteger, então ela é sim uma mulher forte e que gosta de ter a sua vida sob o seu controle. E com esse seu jeito ela faz o Gideon ceder em muitas coisas para ficar com ela, mas tem algo que é extremamente complicado no relacionamento deles, o Gideon não consegue se abrir, falar do passado é algo muito delicado para ele. Mas ambos descobrem que isso pode acabar separando os dois e colocando a Eva em perigo.

Primeira coisa que me chamou a atenção negativamente, o livro tem muito sexo. Mas Amanda, é um livro erótico, o que mais você esperava? Tá, tudo bem, eu sei que é erótico, então é claro que eu sabia que teriam cenas de sexo, mas o fato é que acaba sendo forçado, no meu ponto de vista. Eu sei que para os personagens o sexo é um assunto um tanto delicado, está muito ligado aos traumas de ambos, mas ainda assim, eu esperava ao menos um pouco de conscientização de que o relacionamento deles não é só isso. Pois qualquer problema que eles tenham, eles resolvem com sexo. Se a Eva está estressada, é porque ela ta precisando transar, se Gideon está com raiva, ele se acalma quando transa, e isso acabou construindo um relacionamento onde ambos são altamente dependentes um do outro, existe uma atração muito forte entre os dois, mas eu vejo que essa é uma ligação muito fina, e muito frágil. Eles não conseguem passar um tempo juntos de qualidade, eles praticamente não conversam, não aproveitam a companhia um do outro, sem antes desfrutar do corpo um do outro. 

Em resumo, achei o relacionamento deles superficial. Por outro lado, este é o primeiro livro da série, que só agora descobri ter 5 livros, então espero de verdade que eles evoluam, pois eu gostei da personalidade dos dois, acredito que ambos possam melhorar e se ajudar.

Só desmistificando, já que alguns associam esse livro à 50 tons, em Toda sua vemos muito discretamente uma relação de Dominante e Submissa, mas não teve nada de sadomasoquismo. A Eva é bem mais forte e decidida que a Ana, a personalidade do Gideon é bem menos abusiva que a do Grey, é um livro para maiores de 18 anos, pois além das cenas de sexo, a autora se utiliza de uma linguagem chula (algo que particularmente me incomoda). Num geral é um bom livro, mas nada além disso, por isso ganhou 3 estrelinhas, pretendo sim continuar a série, pois acredito que a autora vai se aprofundar melhor nos personagens, incluindo coadjuvantes como é o caso de Cary, amigo da Eva, que é tão complicado quanto os protagonistas. 

E vocês já leram algum livro da série Crossfire, ou 50 tons e afins? O que acharam? Me contem pra eu saber se vale a pena continuar na série, ou se devo parar por aqui.

Série Crossfire:

1. Toda sua
2. Profundamente sua
3. Para sempre sua
4. Somente sua
5. Todo seu

Sobre a autora:





Nasceu em 1973, em Los Angeles. Publicou romances dos mais variados gêneros, muitos dos quais entraram para a lista de mais vendido do New York Times, com três pseudônimos diferentes. Mãe de dois filhos, trabalhou como tradutora de russo para o serviço de inteligência do Exército dos Estados Unidos;

12 comentários:

  1. Oie
    Logo que este livro foi lançado eu lembro que eu queria muito ler, mas o tempo passou e eu acabei não o adquirindo. Curto o gênero e agora até que faz tempinho que não leio nada do tipo.
    Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Amanda.
    Eu lembro desse livro na onda Cinquenta tons e foi exatamente por isso que não li ele. Fiquei saturada de tantos eróticos que apareceu. E agora lendo sua resenha acho que não lerei. Como você disse, é um livro de sexo, mas o que impede o autor de colocar uma história emocionante no meio? E ainda mais cinco livros? Acho que vou deixar passar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda! Na época que este livo foi lançado eu comprei bem empolgada, mas depois de ler um outro da autora desanimei, já que tinha uma história muito simplória. Quem sabe mais para frente eu me anime de novo.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda!

    eu lembro perfeitamente que na época de auge de 50 tons, esse livro Toda Sua viva também nas prateleiras. Como não sou lá muito fã do gênero erótico (por mais que tenha lido os três de 50 tons), não cheguei a dar uma chance a esse na época.
    Talvez hoje, se chegasse até mim de alguma forma, eu leria sim. Mas você disse ali... as vezes tenho essa sensação em livros eróticos: que os autores fazem X cenas de sexo e depois completam os espaços com alguma coisinha antes, pra dizer que tem história, tipo filme pornô HAHAHAH isso é uó

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Amanda!
    Ainda não li essa série e também nada a Sylvia.
    Acho que vou começar por esse, tenho ele a um tempinho no meu Kobo.
    Também não curto muito, livros eróticos onde não tem uma historia em si, somente sexo, sexo e sexo.
    Acho que um que você poderá gostar é: Proteja-me da Maya Banks!

    Beijinhos!
    A Universitária -> www.auniversitaria.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Amanda!
    Menina, eu li esse livro na ilusão que todo mundo dizia: melhor que Cinquenta Tons de Cinza. EU ODIEI esse livro. Na moral. Na época, eu era uma pessoa inocente e sem experiência na vida e ainda li o seguinte, que foi tudo mais ladeira a baixo ainda. Tentei ler o terceiro, mas parei na metade.
    Uma série que eu recomendo horrores pra todo mundo é a série Irresistível, da Christina Lauren. OK que tem muitos livros, mas as histórias são super engraçadas e o lance não é só sexo, sexo, sexo. Fora que os livros podem ser lidos separadamente, já que uma história não depende tanto da anterior. Dá uma conferida. Se não quiser ler todos, leia somente Playboy Irresistível, que é meu preferido.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Luiza Helena Vieira. Estou no segundo dessa serie e ainda não me cativou por completo, mas como não gosto de parar no meio, vou tentar terminar. Li os 50 Tons, não é nota 10, mas arranca uns suspiros. AGORA a serie Cretino irresitivel e nota mil. Além do sexo, obvio, tem humor, personagens secundarios que a gente quer conhecer a historia tb. Eu adorei e recomento.

      Excluir
  7. Oi Amanda,
    O livro não é ruim... Bom, não adianta defender, rs. É ruim sim.
    Acho meio apelativo e desnecessário. É repetitivo e tem algumas ações que eu discordo totalmente.
    Acho que tem outros romances melhores que Silvia Day, mas parece que as pessoas amam um livro erórico só pelo sexo, a história em si não importa muito, né?
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Amanda, tudo bem?
    Eu costumo gostar dos livros da Sylvia, já acompanho sua carreira desde a época que lia seus livros nos romances de banca pela Nova Cultural. Eu só li os dois primeiros livros desta série, e apesar de ter gostado, acabei não continuando por falta de tempo, já que as leitura de parceria vêm sempre em primeiro lugar. Eu gostei mais desta série que de 50 Tons, que só li os dois primeiros livros, nem tive vontade de ler o terceiro até hoje. Pra mim só falta o último e assim que eu comprar vou voltar a ler a série, sua resenha me deixou saudosa. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii

    Eu tenho este livro aqui em casa desde a época do lançamento, ganhei num sorteio de Top Comentarista, mas como estava muito naquela onda de 50 tons, eu preferi não ler, ultimamente tenho lido alguns livros no gênero e acho que possivelmente já estaria apta a lê-lo, hehe. O excesso de sexo também me incomoda, costumo passar as páginas sem nem ler...

    Bj, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Amanda!
    Eu li esse romance pouco tempo depois de ter lido "50 Tons de Cinza" e não gostei. A autora até escreve melhor que a E.L.James e também achei a escrita dela menos chula (bem menos) que a de "50 Tons...", mas ainda assim não me conquistou. Eles realmente transam demais, o tempo todo, e é tudo muito superficial como você citou.
    Não senti vontade de dar continuidade a série e resolvi parar nele mesmo.
    Espero que os próximos livros te conquistem mais.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oie Amanda =)

    Nunca li nada da Sylvia Day e confesso que os livros dela não me chamam muita atenção. Sei lá fico com a impressão que uma vez que você leu algum livro desse gênero leu todos, pois a fórmula é sempre a mesma =(

    Uma pena que a leitura não tenha sido proveitosa para você.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir