(Resenha) Quando o Amor Bater à Sua Porta - Samanta Holtz

Livro no Skoob: Quando o Amor Bater à Sua Porta
Autora: Samanta Holtz
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2016
Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu.
Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.
Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.
O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.
Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.
A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.

Quando o amor bater à sua porta é um livrinho bem água com açúcar e clichê, daqueles que você lê sem muita pretensão apenas para relaxar, ele fala sobre segundas chances, sobre amor, esperança e redenção. Ele é sobre duas pessoas que se perderam, mas que com a ajuda um do outro conseguiram se encontrar.

Os protagonistas da história são Malu Rocha e Luiz Otávio. Ela é uma romancista famosa de 29 anos que está trabalhando no seu próximo lançamento, porém começa a se questionar se deve de fato continuar escrevendo romances, se deve continuar iludindo seus leitores com fantasias sobre paixões arrebatadoras, heróis perfeitos e românticos, e tudo que um bom romance tem que ter... Já que ela mesma não acredita em histórias de amor e finais felizes na vida real. E as suas dúvidas aumentam ainda mais quando uma repórter lhe pergunta numa entrevista “O que é o amor para Malu Rocha? ” E ela não consegue responder. Tudo isso acaba gerando em Malu um bloqueio criativo, e ela simplesmente não consegue escrever um final para o seu livro.

Malu passou por muita coisa na vida, e mesmo sendo uma mulher bem-sucedida, ela não é feliz, não por falta de um amor especificamente, mas por não ser ela mesma, por mostrar ao mundo uma mulher diferente da sua essência. Ela não foi sempre tão cética, todavia foi se perdendo com o passar dos anos, o único momento onde ela consegue ser ela mesma, de verdade, sem máscaras, é quando ela visita o seu avô de 98 anos, a pessoa que ela mais ama no mundo.

Mas a vida de Malu irá mudar para sempre, quando um estranho bate à sua porta, Luiz Otávio aparece com uma única certeza, a de que ele tinha um encontro agendado com a Malu, mas fora isso ele não se lembra de mais nada. Porém Malu não se recorda de ter agendado nenhuma reunião com ele, e sua assistente que não é muito organizada acaba perdendo a agenda de compromissos da Malu, e também não consegue ajudar o Luiz Otávio, e ele se vê perdido, sem saber o que fazer.

A Samanta Holtz consegue descrever as situações muito bem, pois nós percebemos o receio que a Malu sente por esse estranho que aparece na sua porta, a dúvida que ela tem sobre acreditar ou não na história dele... Compreendemos a frustração que o Luiz Otávio sente quando Malu não consegue ajudá-lo. Sentimos também todo o constrangimento pelo qual ele passa ao se encontrar nessa situação, sem saber nada sobre si mesmo além do seu nome, sem saber para onde recorrer, já que ninguém notificou o seu desaparecimento, e a polícia não consegue ajuda-lo. É impossível não simpatizar com esses personagens tão humanos.

A história, como falei no início da resenha, é bem clichê sim, mas é também muito comovente, Luiz Otávio é um personagem adorável que tem uma percepção e sensibilidade incríveis, e é essa perspicácia que muitas vezes coloca Malu contra a parede, e ela começa a questionar os seus sentimentos e suas atitudes. A jornada do Luiz para encontrar a sua verdadeira identidade é o que dá ritmo ao livro, em cada capitulo uma nova pista que leva ele um pouco mais perto da verdade, e outras que não levam a nada, deixam o leitor curioso para saber quem é de fato esse estranho encantador que apareceu na vida de Malu.

Para quem gosta de romances contemporâneos, emocionantes e água com açúcar (porque não?), Quando o amor bater à sua porta, vale muito à pena, a autora escreve muito bem, a construção dos personagens é muito boa, e o livro não se arrasta em nenhum momento. É o primeiro livro que leio da Samanta Holtz, autora nacional, e posso dizer que ela me conquistou. E vocês, já leram algum livro da Samanta, conta para mim, qual vocês me indicam?


QUANDO O AMOR BATER À SUA PORTA  foi cedido em parceria com a EDITORA ARQUEIRO


Sobre a autora:



Nascida no Dia Mundial do Livro, Samanta Holtz parecia destinada a trilhar o caminho da literatura. Aprendeu a ler sozinha aos cinco anos, tamanha era a vontade de entender as histórias que sua mãe lia para ela. Aos nove, ganhou um prêmio de redação em sua cidade, Porto Feliz, interior de São Paulo. Publicou em 2012 o romance histórico “O Pássaro”, premiado no “Destaques Literários” por votação do público e do júri técnico, seguido por “Quero ser Beth Levitt”, com a primeira edição esgotada em três meses, e “Renascer de um Outono”, romance idealizado ainda na adolescência.
Seu novo romance é "Quando o amor bater à sua porta", publicado pela Editora Arqueiro em Agosto de 2016.
Com histórias românticas e cheias de surpresas, Samanta guia seus leitores por uma deliciosa viagem, levando-os das lágrimas ao riso em questão de capítulos.

14 comentários:

  1. Bom, como eu não consigo resistir a um bom clichê, esse livro já tá nos meus desejados há um bom tempo. Só tenho lido resenhas positivas sobre ele e fico cada vez mais doida pra ler logo. Acho super legal essa interação de uma mulher cética tendo de ajudar um homem completamente perdido, e se vendo envolvida, tarde demais.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda!

    Eu adoro um clichê! Eu ainda não li o livro, mas adorei ler mais uma resenha positiva da obra! Acho a autora super simpática e quero ler em breve!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Amanda! Estou ansiosa para ler Quando o Amor Bater à Sua Porta! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda,
    Eu fiquei apaixonada pela escrita da Samanta nesse livro e já quero ler tuuuuuuudo dela.
    Que romance lindo e delicado. Sobre aprendizado e crescimento pessoal.
    Uma ótima recomendação!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Amanda!
    Eu gosto de livros clichê porque sempre tem alguma coisinha que nos surpreende. Gostei da sua resenha, fiquei com vontade de ler o livro!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda! Este livro é lindo, ei amei. O meu favorito da autora é O Pássaro. Leia este.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda, tudo bom?

    Faz muito tempo que estou querendo ler esse livro e com a sua resenha a vontade aumentou *-* Adoro um bom romance!

    Beijos,
    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
  8. Oi, Amanda!
    Eu gosto de clichê água com açúcar sim, que são ótimos para curar ressaca.
    Eu quero muito ler esse livro de tantas resenhas positivas que ando vendo. Só me falta arranjar tempo porque já tenho leitura programada até o fim do ano hahahhaha
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de seis anos de Caverna Literária

    ResponderExcluir
  9. Olá, Amanda.
    Eu amei esse livro. Queria um Luiz Otávio pra mim hehe. Foi o primeiro livro que eu li da autora e já virei fã. Adorei a forma como ela escreve. Tanto que já comprei outro dela mas ainda não chegou.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Oie Amanda =)

    Sou suspeita para falar da Samanta, por que além de ser uma das minha autoras favoritas ela é uma amiga muito querida também. Sempre digo que dela leio até a lista do supermercado rs...

    Esse livro foi uma leitura especial de várias formas e veio no momento certo de minha vida.

    Simplesmente amei!

    Beijos e uma linda semana para você;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  11. Oi
    que bom que gostou da leitura, eu li um livro com um enredo até parecido, mas quero ler ele, ganhei ele em um sorteio só estou esperando chegar.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Amanda.

    Gosto de romances, mas geralmente tenho preguiça de os ler. E às vezes a diabetes me ataca e eu não aguento terminar hahaha
    Por isso, faz um bom tempo que li um.
    Mas, às vezes, a gente quer ler alguma coisa água com açúcar.
    No meu caso, tenho que ler assim que dá a vontade, antes que ela passe.
    Gostei de sua resenha, parabéns.

    Ah, indiquei seu blog em uma Tag que eu respondi lá no blog.
    Confere lá.

    Beijos.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, Flor...
    Tenho muita curiosidade de ler algo da Samanta.
    Vejo muitos comentários positivos sobre ela.
    Esse livro tá na minha lista, tomara que eu goste tanto quanto você ♥

    Boa semana ;)
    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  14. Ahhh, pela sua resenha já vi que deve ser muito amorzinho a história. Gostei. Gosto de as vezes ler clichês :D

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir