(Resenha) O Coração da Esfinge - Colleen Houck

Livro no Skoob: O Coração da Esfinge
Título Original: Recreated
Série: Deuses do Egito #2
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Ano: 2016
Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior aventura. Mas a grande jornada de sua vida ainda está para começar.
Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos – aquilo que os mortais chamam de inferno. Atormentado pela perda de seu grande e único amor, ele prefere viver em agonia a recorrer à energia vital dela mais uma vez.
Arrasada, Lily vai se refugiar na fazenda da avó. Mesmo em outra dimensão, ela ainda consegue sentir a dor de Amon, e nunca deixa de sonhar com o sofrimento infinito de seu amado. Isso porque, antes de partir, Amon deu uma coisa muito especial a ela: um amuleto que os conecta, mesmo em mundos opostos.
Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai descobrir que deve usar esse objeto para libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso.
Nesta sequência de O Despertar do Príncipe, o lado mais sombrio e secreto da mitologia egípcia é explorado com um romance apaixonante, cenas de tirar o fôlego e reviravoltas assombrosas.

Essa resenha contém Spoilers do livro anterior: O Despertar do Príncipe.

Após os acontecimentos de O despertar do Príncipe, Lily tenta retomar a sua vida normal, mas logo percebe que isso não será tão fácil, todas as noites ela sonha com Amon, porém ver seu amado sofrendo e lutando pela sua vida não é exatamente o que ela espera encontrar em seus sonhos.

Decidida a superar de vez as lembranças do Egito, Lily resolve ir ficar na fazenda de sua avó, mas nem imagina que os Deuses tem outros planos para ela. O Coração da Esfinge, traz de volta reviravoltas que podem acabar destruindo tudo o que Lily ama, e para salvar Amon ela terá que abrir mão de si mesma e abraçar o desconhecido.
"Aprendi que, quando a gente está apaixonada por uma múmia, é bom prestar atenção em coisas pequenas como maldições, ovos de sementes e arqueólogos prolixos."
Ela vai tentar entrar no mundo dos mortos e resgatar Amon, que abandonou seu posto de guardião, e agora sem a benção dos deuses está em grande perigo, somente Lily poderá encontrá-lo através do escaravelho do coração que funciona como um elo entre os dois e os ligam mesmo do além. Para isso Lily irá embarcar numa perigosa jornada, e se não bastasse mais uma vez o cosmo é ameaçado pelo Deus Seth, que ameaça destruir tudo que existe.


Mas será que Lily está pronta para lidar com tudo que o está acontecendo? O livro da a entender que ela de alguma forma era esperada, como alguém prometido para libertar o mundo do caos ou algo assim, isso me incomodou bastante, pois achei muito forçado, já o romance volta com tudo e mais uma vez a autora tende a construir um triângulo, quadrante, quintante (perdi as contas aqui), e isso foi um balde de água fria, mesmo tendo uma explicação razoável, mas não tive como não comparar com a Maldição do Tigre, onde no segundo livro acontece algo muito parecido (a mocinha vai atrás do seu amado para salvá-lo  e nesse meio rola um clima com o irmão).

"O amor é fugaz. É uma fagulha breve que explode no céu, derrama-se numa cascata de glória e logo é apagada na escuridão do espaço. Não é uma coisa pela qual valha a pena arriscar o Cosmo."

Porém, nem tudo está perdido, mais uma vez vemos aqui como a autora sabe aproveitar o cenário, e a mitologia, e o Egito é um prato cheio para nossa estória, onde podemos mergulhar nas páginas e nos banhar em riqueza de detalhes, (eu amo mitologia gente!). O livro com certeza, irá agradar os fãs da autora, apesar de ter detalhes que não me agradaram, foi uma leitura agradável e que me deixou curiosa para saber como tudo irá se encaixar.

O CORAÇÂO DA ESFINGE foi cedido em parceria com a EDITORA ARQUEIRO

Série Deuses do Egito:

1. O Despertar do Príncipe (2015)
2. O Coração da Esfinge (2016)

Sobre a autora:





Colleen Houck é uma leitora voraz que adora livros de ação, aventura, ficção, científica e romance. Estudou na Universidade do Arizona e trabalhou como intérprete de língua de sinais durante de 17 anos. Ela mora em Salem, no Oregon, com o marido e um tigre branco de pelúcia.

11 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Janiele! Estou ansiosa para ler O Despertar do Príncipe e O Coração da Esfinge! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Tenho que comprar os meus e começar a ler logo, são quantos livros ao total? Eu pensava que era uma trilogia.
    A resenha ficou ótima, beijos!


    Refúgio da Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainda não sei quantos vão ser, a ideia era trilogia, mas com a autora nunca se sabe...

      Excluir
  3. Oiii Janiele

    Eu tinha muita expectativa com esse livro, amei o primeiro com Amon e Lily e te confesso que apesar de ainda não ter lido o segundo, já torço o nariz para as mudanças da autora na personalidade dos personagens. Enfim, vou ler porque acredito que ainda há muito a melhorar e como vc disse, a ambientação é fantástica, é Egito e por is só já chama muito a atenção mas, ja nao vou com as mesmas expectativas.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  4. Oi Janiele!
    Eu sou suuuuuper fã da Saga do Tigre. Muito mesmo! Mesmo a Kelsey sendo sonsa e mesmo tendo aversão a triângulos amorosos, rs. Mas essa série mexeu comigo dum jeito que nem sei dizer. Por essas e outras que morro de vontade de ler essa série... mas ainda num criei vergonha na cara pra começar a ler!
    sHIAshiuAHisuHAs

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA

    ResponderExcluir
  5. Oi
    que bom que a leitura foi agradável, eu algumas pessoas reclamando um pouco da história principalmente das atitudes da protagonista, quero ler o primeiro livro.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Que bom saber que você gostou do livro!! Eu faço parte das pessoas que meteu o pau nele, então fico contente em saber que ele conseguiu agradar uma porção de pessoas. A Lily me irritou demais, infelizmente :(

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, então... tentei ver algo de bom no livro, e sim a Lily é muito chata, acho que a autora peca muito com suas protagonistas, mas enfim ela pelo menos sabe ambientar o cenário, e o Egito é um prato cheio.

      Excluir
  7. Olá, Janiele.
    Eu tenho o primeiro livro dessa trilogia aqui na minha estante, mas ainda não li. Eu estou muito ansiosa para ler eles, assim que lançar todos vou ler, porque amo mitologias e principalmente as egípcias.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Nunca li nada da autora. (é, to perdida no mundo)
    mas vou procurar ler o quanto antes, me falta tempo. Me falta muito tempo =/

    Beijoss
    https://colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir