A Indomável Sofia, de Georgette Heyer

ORIGINAL: The Grand Sophy
AUTORA: Georgette Heyer
EDITORA: Record
PÁGINAS: 406
ANO: 2016        
Sofia Stanton-Lacy é alegre, impulsiva e de uma franqueza desconcertante, características que não combinam com o que se espera de uma mulher em sua posição na sociedade londrina do início do século XIX. Educada durante as viagens de seu pai, órfã de mãe, ela chega à casa de sua tia em Berkeley Square para derrubar as convenções e surpreender a todos com seus modos independentes e sua língua afiada. E Sophy parece ter chegado no momento certo: seus primos estão com muitos problemas. O tirânico Charles está noivo de uma jovem tão maçante quanto ele, já Cecilia está apaixonada por um poeta, e Hubert tem sérios problemas financeiros. A prima recém-chegada decide então ajudar a todos com sua determinação e impetuosidade, e acaba enfrentando agiotas, roubando os cavalos de seu primo e atirando de raspão em um honrado cavalheiro. Embora sejam sempre mirabolantes e arriscados, seus planos sempre dão certo e tudo parece estar sob seu controle. O que ela não espera, porém, é que seu primo Charles, que aparentemente não vê a hora de arrumar um marido para ela, de repente passa a enxergá-la com outros olhos...
A Indomável Sofia é o primeiro livro que leio da Georgette Heyer, como boa amante dos romances de época, confesso que os livros da autora já estavam na minha lista de desejados há bastante tempo, praticamente desde o lançamento do seu outro livro Ovelha Negra em 2010, do qual eu ainda não li. Entretanto de lá pra cá muitos outros livros da autora foram lançados pelo Grupo Editorial Record, porém A Indomável Sofia foi o primeiro que tive a oportunidade de ler da Heyer.

A história se passa em Londres no começo do século XIX, tudo começa quando o pai Sofia Sir Horace um homem diplomático está com uma viagem marcada para o Brasil, o mesmo não quer deixar a filha órfã de mãe sozinha, apesar de Sofia ser bem independente ele pretende deixá-la aos cuidados da irmã Lady Ombersley, que não ver o irmão há bastante tempo. Contudo, apesar de recear que o filho mais velho Charles faça objeções a estadia de sua sombrinha na mansão Ombersley, lady Lizzie fica surpresa ao perceber que o filho (que se tornou o ''chefe da família'', e lendo o livro vocês saberão o porquê) no momento não faz oposição, mas que mudará completamente de opinião do decorrer do livro.

Assim que Sofia chega na residência da tia as coisas começam a mudar, começando pelos presentes inusitados para os primos mais novos, entre eles está um macaco de estimação, já pensou?! Sofia é uma mulher extrovertida, que já realizou várias viagens ao longo dos seus 20 anos com pai, uma mulher sensata e criteriosa com relação aos homens, não chega a ser uma beldade para a sua época, e também não teve baile para ser apresentada a sociedade, porém possui bastante charme, e é impossível passar despercebida por todos, os cavalheiros que a conhecem sempre admiram o seu charme, personalidade, coragem e humor sagaz. Menos para o seu primo Charles, que após a chegada de Sofia a sua vida e a da sua noiva (uma mulher enfadonha e antipática) virou um tormento, pois a prima vive tirando-o do sério. E o mesmo até está disposto a lhe arrumar um casamento!


Sofia tentará ajudar de todas as maneiras possíveis a família da tia, incluindo a sua prima Cecilia que apaixonou-se (será?) perdidamente por um poeta sem vontade de trabalhar, e que vive totalmente no mundo da lua, divagando sobre os seus próprios poemas, além de tudo a família é totalmente contra a esse casamento, Sofia ainda ajudará ao primo Hubet, que possui seríssimas dívidas de jogos. Ela passará por situações complicadas, e bastante engraçadas para ajudar os primos, o livro gira praticamente em torno disso, e além dos primos são tantos outros personagens na história que as vezes até me perdia sem saber quem era quem,  isso foi o que me deixou um pouco desanimada com a leitura.

 A narrativa em terceira pessoa da Geogette é bem ágil, e engraçada. A cada página senti que ela conhecia e sabia demostrar todos os dramas e sentimentos dos personagens, porém a leitura quando chega ao seu ápice se desenvolve muito rapidamente, percebi que foco do livro não é o romance em si da personagem e sim os acontecimentos vivenciados por ela ao ajudar os primos ao longo da história e que resultam em um final que me deixou sentindo falta de algo, romance e mais envolvimento entre os personagens principais, talvez?

 Enfim, A Indomável Sofia, é aquele romance de época leve, sem cenas quentes, e com diálogos inteligentes que remetem realmente a época da história, e que irá te proporcionar boas risadas, pois possui uma mocinha corajosa que não segue de jeito nenhum as regras impostas pela sociedade, que faz o que achar certo, e está sempre disposta a ajudar os outros, e porque não assim encontrar também a sua felicidade? Um livro que não alcançou todas as minhas expectativas, porém é uma história gostosa de se ler, e como boa leitora que sou do gênero espero sinceramente me apaixonar pelos próximos livros da autora.



A INDOMÁVEL SOFIA foi um livro cedido em parceria/ação pelo GRUPO EDITORAL RECORD


SOBRE A AUTORA:





Uma das mais talentosas escritoras de todos os tempos, Georgette Heyer já criou heroínas encantadoras em sua famosa coleção de romances do Período Regencial inglês. Comparada a Jane Austen, é autora de entre outros, A boa moça, Ovelha negra, Venetia e o Libertino e Casamento de conveniência, todos lançados pela Editora Record.



12 comentários:

  1. Infelizmente esse livro foi uma decepção e tanto pra mim :( achei que a autora abusou do uso do palavreado, ficando assim uma leitura muito pesada, e realmente, de romance não tem nada, o foco foi na relação dela com a família mesmo.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Elidiane!

    Eu adorei A indomável Sofia, mesmo o romance estando nas entrelinhas, porque a Sofia é uma personagem incrível! E super concordo que os diálogos são inteligentes!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi Elidiane,

    Esse fato do romance foi algo que também me chamou a atenção, porque quando compararam a autora com a Jane Austen, achei que teria mais envolvimento. Só que nem assim deixa de ser um bom livro, realmente. Quero ler outros dela também.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oiiii

    Já li resenhas desse livro e te confesso que não me chama muito a atenção. Não sei, parece mais do mesmo de sempre sabe, não senti ada exatamente diferente de outras histórias do gênero. Não descarto elr ele um dia, mas agora com tantos pendentes, deixo passar.

    Beijos

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenah Elidiane! Estou ansiosa para ler A Indomável Sofia! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Elidiane.
    Eu amo um romance de época e essa personagem Sofia me pareceu que vou amar. Já gostei dela só lendo a sua resenha. Que pena que não alcançou as suas expectativas, mas como não tenho nenhuma em relação a ele, acho que vou gostar bastante.


    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Esse livro estava na minha lista de desejados, mas acabei retirando, justamente pelos comentários sobre carecer mais de romance. Dei uma desanimada. Acho melhor ler outra coisa, pra não passar raiva, hehe!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  8. Oi Elidiane,

    Adorei o livro e sua resenha, o que me fez lembrar de Emma. As protagonistas são bem parecidas pelo jeito , na forma de querer ajudar todos os conhecidos.

    Já coloquei na lista !

    Beijos =*
    Renatinha

    Entre Aspas

    ResponderExcluir
  9. Oi Elidiane! Eu gostei bastante por fugir dos moldes dos outros que li, não é tão focado no romance e concordo com o desfecho breve, mas ainda assim me agradou.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Sou apaixonada pelos livros de época da Georgette, só acho uma pena que estejam reeditando os livros que já saíram por aqui. Gostaria que saissem logo alguns dos que nunca foram traduzidos para o português para ampliar minha coleção ^.^ Bom, menos mal que estão publicando. Algum dia sai um dos inéditos.
    Muito boa a tua resenha ;-)
    Bj, Aris.
    http://arismeire.blogspot.com.br/2016/05/alma.html

    ResponderExcluir
  11. Olá Elidiane,
    Ultimamente estou vendo resenhas positivas do livro, mas tambem que faltou algo na história.
    Confesso que fiquei interessada em ler e vou ver o que acho da história.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  12. Quem leu "A indomavel sofia" para o blog foi a Mi e tanto as resenhas dela quanto TODAS as outras que vi sobre o livro que nossa... só me fazem querer mais e mais ler os livros delas, afinal você soma ao gênero, que eu simplesmente AMO. A Mi também comentou comigo isso que você disse na resenha sobre o romance não ser o foco do livro, ela falou de uma pegada inspirada em Jane Austen e quando você disse que tinha tantos personagens que as vezes era difícil guardar o nome hahahah... Enfim, o bom de ir para um livro depois de ler as resenhas, feitas por pessoas confiáveis (sabemos quem infelizmente nem todas as pessoas na blogosfera são confiáveis no sentido de serem sinceras em suas resenhas especialmente de parcerias) é que já sabemos o que vamos encontrar e não nos frustramos tanto.

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir