À flor da pele, de Helena Hunting

          SKOOB: À flor da pele
           ORIGINAL: Clipped Wings
           SÉRIE: Clipped Wings - Livro #01
           AUTORA: Helena Hunting
           EDITORA: Suma de Letras
           PÁGINAS: 336
           ANO: 2015

À Flor Da Pele - Tudo na tímida Tenley Page intriga o tatuador Hayden Stryker de um modo que ninguém jamais conseguiu: do cabelo longo e esvoaçante com aroma de baunilha até a curva suave do quadril... E o interesse dele só aumenta quando ela pede que ele tatue um desenho incomum em suas costas.
Com seu jeito durão, Hayden é tudo que Tenley nunca se atreveu a desejar. A química entre os dois é instantânea e desperta nela o desejo de explorar o corpo escultural que há por baixo de tantas tatuagens. Traumatizada por um passado trágico, Tenley vê em Hayden a chance de um recomeço. No entanto, o que ela não sabe é que ele também tem segredos que o impedem de manter um relacionamento por muito tempo.
Quando os dois mergulham em uma relação excitante e enfim passam a confiar um no outro, lembranças e problemas batem à porta — e talvez nem mesmo a paixão entre eles seja capaz de fazê-los superar seus traumas

Pensei tanto antes de fazer essa resenha, pois apesar de ser um livro com uma estória legal é apenas mais um do mesmo gênero. Garota com traumas do passado encontra bad boy, o cara coberto de pircings e tatoos, etc. Pergunto-me quando isso virou sinônimo de romance, pois basta ir à livraria mais próxima para você ver livros e mais livros com essa mesma trama.
“Além das tatuagens e piercings, ou por causa deles – eu não conseguia me decidir – ele era o homem mais lindo que eu já tinha visto.”
A escrita da autora é muito boa, ela aprofunda bem os dilemas vividos pelos personagens, e sabe encaixar os momentos em seus times tudo certinho, o que me incomoda mesmo é que com tanto potencial para criar uma ótima narrativa ela escolheu seguir a receita que tantos autores já seguem o que para mim já esta muito saturado. Depois de livros a lá 50 tons, Toda sua, Sem limites e livros do gênero, não vemos muita coisa nova que venha a nos surpreender.

Tenley é jovem e inteligente e após acontecimentos traumáticos decide tentar recomeçar de novo, porém seu passado está sempre presente e pronto para assombrá-la, e aparentemente a única coisa que a faz sentir bem é a presença do Hayden, só que ele também guarda segredos de seu passado sombrio e juntos tentam encontrar a redenção.
''Eu não quero mais ficar sozinho. Eu sei. Talvez agora você não precise mais.''
Para mim é quase uma receita para o desastre juntar duas pessoas que estão tentando de alguma forma suplantar seus medos e achando que a solução mágica está em outra pessoa, que do nada apenas permanecer com alguém vai fazer você ficar bem. Acredito que estar ao lado de pessoas que amamos ajuda sim e muito a nos recuperarmos de algumas coisas ruins, mas neste caso a Tenley mal conhece o Hayden, é aceitável a atração física dos dois, mas daí pular para algo tão mais sério já achei exagero.

O livro tem momentos hots, a intimidade é algo que pode unir bem duas pessoas e é assim que começa a relação do casal, aos poucos a autora consegue aprofundar um pouco a estória e vemos momentos angustiantes, o medo da Tenley de se apegar a alguém depois de ter perdido pessoas que ela amava, e a dificuldade do Hayden de aceitar seus sentimentos e estar em uma relação.

No todo não é um livro ruim, foi uma leitura rápida, porém que me deixou triste no final, pois estava esperando algo que se diferenciasse dos demais, também já está virando regra acontecer alguma coisa que abale o relacionamento do casal e daí o livro termina, tinha decidido que não iria ler a continuação, mas a autora tem uma escrita muito boa e espero poder ler algo dela no futuro que não seja New Adult.

À Flor da Pele é o primeiro livro da série homônima de Helena Hunting. A série é composta por 6 livros mas a partir do terceiro já não consta mais sobre a Tenley e o Hayden.


 À flor da pele foi cedido em parceria pela EDITORA SUMA DE LETRAS



SOBRE A AUTORA: 






Helena Hunting vive nos arredores de Toronto com sua família incrivelmente tolerante e dois gatos moderadamente intolerantes. Ela está usando a sua licenciatura em Literatura Inglesa para escrever bons romances eróticos e contemporâneos. 




6 comentários:

  1. Que pena que o livro não funcionou para vc, Janiele, mas entendo o seu ponto de vista e super concordo. E esse é o motivo para, mesmo antes de ler sua resenha, não me interessar muito pela estória. Acho descabido duas pessoas que mal se conhecem e que querem acertar as pontas soltas do passado, apoiar-se uma na outra.

    Enfim, sua resenha ficou ótima, adorei a sua sinceridade.
    Gostaria de convidá-la para nos fazer uma visita! E, caso goste do nosso cantinho, adoraria que nos seguisse tb!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita Fabi, acredito que um relacionamento se constrói de forma mais lenta, e não vc ver a pessoa e já cai de amores por ela, e a ver como sua tabua de salvação.. mas enfim, deve agradar algum publico menos critico rs

      Excluir
  2. Não acredito que a autora vai precisar de mais dois livros para terminar essa história! Concordo com você quando diz que o livro foi mais do mesmo, mas acho que funciona no final das contas porque as pessoas compram e gosta do gênero, eu particularmente também não curtir muito esse livro e achei que só teria mais um! Meu Deus, já nem sei se quero ler mais!
    Amei sua resenha, super honesta!

    Beijos
    Dani Cruz
    E M C O M U M
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, eu acabei de ler segundo livro e por mim não vejo o que mais a autora poderia inventar nessa história, li por que queria saber o desfecho mais sinceramente não me surpreendeu em nada. Xero!

      Excluir
  3. Não li esse livro, mas a gente acaba cansando de ler sempre a mesma história, né? Às vezes é até uma boa leitura, mas tem que ter alguma coisa diferente para chamar a atenção. E ter mais livros da mesma história só desanima.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, eu não me importo de ler modinhas contanto que eles sejam bons, que a história seja provocante, mas esse livro me decepcionou muito pois eu realmente gostei da escrita da autora.
      bjs

      Excluir