A Morte de Sarai, de J. A. Redmerski

     
           SKOOB: A Morte de Sarai
           ORIGINAL: Killing Sarai
           SÉRIE: Na Companhia de Assassinos Livro #01
           AUTORA: J. A. Redmerski
           EDITORA: Suma de Letras
           PÁGINAS:  255
           ANO: 2015


Novo livro da autora best-seller Jessica Ann Redmerski, A morte de Sarai é o primeiro livro da série Na companhia de assassinos. A personagem principal é Sarai, uma típica jovem americana. Ao menos até sua mãe a levar para morar com Javier, um traficante de drogas e mulheres no México. Ele acaba se apaixonando pela garota, e assim que a mãe de Sarai morre, a coloca em cativeiro. Já se passaram nove anos – ela chegou com 14 – e Sarai não deixa de sonhar com sua liberdade, ainda que mal consiga se lembrar de como é a vida do lado de fora. Ela não perde a chance de escapar ao lado de Victor, um assassino de aluguel misterioso que negocia com Javier, ainda que isso signifique colocar a vida dos dois em risco.


 Esqueça mocinhos e mocinhas, heróis ou vilões. ''A morte de Sarai'' não foi escrito para que fizéssemos essa separação. Todos os personagens são muito humanos, uns mais cruéis, outros menos, mas todos cheios de falhas, a maioria de caráter duvidoso, onde eles são consequências das suas experiências do passado, passado esse que influenciou drasticamente no que eles se tornaram, e no que foi preciso fazer para sobreviver.

 O livro não mostra uma história bonita, que fará seu coração suspirar, pois ele vai mostrar como é viver na companhia de assassinos. Será que vivendo entre eles você consegue manter a sua dignidade? Será que no meio de tanta crueldade pode restar alguma coisa boa em você? Será que do meio deles pode resultar alguma coisa boa? Essas são algumas questões tratadas no livro, mesmo que algumas fiquem nas entrelinhas.

 Sarai era uma típica adolescente, mas levava uma vida complicada ao lado da mãe, que vivia entrando e saindo de relacionamentos com os piores tipos de caras, mas o que Sarai não sabia é que a sua vida ainda podia piorar. Aos 14 anos ela é levada pela sua própria mãe para morar no cartel de um chefe da máfia mexicana. Assim sem explicações ela é levada do seu país para viver num território totalmente desconhecido, para levar uma vida miseravelmente humilhante, e vê garotas iguais a ela passarem por atrocidades ainda maiores. Mas que mesmo assim ela será obrigada a ver e vivenciar tudo de maneira passiva se quiser sobreviver.


 Entretanto, mesmo após de 9 anos, vivendo um verdadeiro inferno, vendo todo tipo de crueldade, Sarai ainda não perdeu a esperança de fugir daquele lugar. É quando aparece Victor, um assassino americano contratado por Javier, o chefe da máfia, para lhe prestar um serviço. Ela vê em Victor a chance de escapar da fortaleza, e com isso em mente ela vai fazer o que for preciso para obriga-lo a ajudá-la a ao menos atravessar a fronteira. Porém ela vai descobrir que Victor não é tão fácil assim de ser persuadido. Existe um motivo para Javier tê-lo contratado, ele é astuto e muito bom no que faz, ele não tem nenhum escrúpulo, pois a sua experiência lhe ensinou a não ser bondoso e a nem confiar em ninguém.

— Sarai, escute com atenção — diz ele. — Se escolher ir comigo, saiba que pode morrer. Vou fazer todo o possível para manter você a salvo, mas isso não é uma garantia. Por mais que você confie em mim, nunca, sob qualquer circunstância, deve confiar totalmente em alguém. No final, você só pode confiar em si mesma. Eu não sou seu herói. Não sou sua alma gêmea que jamais deixará que algo de ruim lhe aconteça. Sempre confie em seus instintos primeiro e em mim por último.”
 Porém as circunstancias mudam, e Victor chega à conclusão de que é melhor ter Sarai por perto e usá-la como moeda de troca, do que devolvê-la de imediato. Porém ele acaba fazendo muitas coisas para manter Sarai a salvo, e passa a considerar a ideia de realmente ajuda-la. E os motivos para isso, nem ele mesmo saberia responder.

 O livro é um thriller de tirar o fôlego, você começa a ler e não quer parar já que a história não é previsível. Eu não li “Entre o agora e o nunca” que é um dos livros mais famosos da J. A. Redmerski, mas “A morte de Sarai” já me conquistou. O final deixou a desejar, mas talvez tenha sido o desfecho certo para o momento da história. Muitas questões ficaram sem respostas, característica típica de livros que introduzem uma série. As partes românticas são bem ínfimas, mas deixou algumas brechas para o próximo livro que já tem até capa, será “O Retorno de Izabel”. 


A MORTE DE SARAI foi cedido em parceria com a EDITORA SUMA DE LETRAS







J. A. Redmerski é a autora de The Edge of Never, da trilogia Darkwoods e Dirty Eden . Ela é fã de lobisomens e zumbis, viciada em livros e obcecada pelo universo de The Walking Dead. Ela mora em North Little Rock, Arkansas, com seus três filhos e um maltês.





13 comentários:

  1. Oi querida,
    Tudo bom sou sua seguidora e também blogueira do Leitura Kriativa. Hoje queria fazer um convite para você. Lancei meu primeiro livro ano passado chamado Vingança Mortal, uma história suspense policial ambientada no interior do RS. Então queria te convidar a conhecer um pouquinho mais da história na minha página e se puder curtir minha página no face: https://www.facebook.com/escritoraraquelmachado
    Além disso estou com parcerias com blogs abertas se você tiver interesse me manda um e-mail que eu te explico direitinho como estou fazendo: raquel.machado2014@yahoo.com.br
    Obrigada desde já pela atenção e desculpe pelo incomodo.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com.br/p/vinganca-mortal.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda! Eu já li Entre o Agora e o Nunca e gostei muito dessa autora, foi um dos meus livros new adult favoritos. O que me decepcionou foi o desfecho e, agora, vendo que você pensou o mesmo de A Morte de Sarai, estou começando a achar que ela tem um problema em escrever finais, hahaha. Mas estou super curiosa pra conferir, achei a história muito interessante e diferente!
    Beijos! Lis

    umareescrita.com.br
    facebook.com/umareescrita

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Antes mesmo do livro sair, eu já queria lê-lo enlouquecidamente. A premissa do livro parecia ótima e eu já tinha escutado falar muito bem dos livros da autora.
    Mas, eu li e não achei o livro AQUILO TUDO, sabe? É um livro bom, mas senti que faltou alguma coisa. Mesmo assim, acho que lerei as continuações.
    Beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda!
    Não conhecia esse livro, e só tenho uma palavra para descrever: tenso! kk
    Com certeza o livro deve ser muito real e humano, fiquei curiosa pra saber o que acontece no final! E ainda é uma série! :O
    Beijos!
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Amanda! Tudo bem?
    Confesso que não conhecia o livro, mas gostei da descrição, ultimamente estou lendo muitos thrillers e em vez de ficar enjoada deles o contrário aconteceu! Curti saber que todos os personagens possuem falhas e que eles não idealizados, acho esse tipo de descrição importante para histórias assim. Ainda não li nada da autora, mas já vi muitas resenhas a respeito do "Entre o agora e o nunca" e a maioria delas foram bem positivas com relação a narrativa, imagino que com "A Morte de Sarai" não será diferente. Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    já vi este livro em outros blogs, mas confesso que não faz meu estilo de leitura. Acho que não leria em um futuro breve rsrsrs

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir