Entre Livros e Filmes - Cinquenta Tons de Cinza



Vamos falar do assunto mais badalado do momento?





Pois bem minha gente, ele voltou (ou melhor, acho que nunca saiu de cena!) Cinqüenta Tons de Cinza é um bom exemplo do termo: Fale bem ou fale mal, mas fale de mim. Apesar do receio que muitos tiveram em relação se o filme seria bom ou não, até agora foi muito bem recebido pelo público e até pela mídia. Muitos até se arriscam a dizer que supera o livro em qualidade. 

E como sempre não poderíamos nos abster de falar sobre nosso querido Sr. Gray não é verdade? Não estava muito ansiosa e até não apostava muito no filme, até por que depois que li o livro fiquei meio dividida se gostava ou não dele de um modo geral. Porém o filme traz nuances sutis que o diferenciam do livro, conhecemos uma Anastacia um pouco mais presente e não tão “bobinha” em suas convicções, é claro que ela continua sendo a mocinha inocente, porém com muito mais personalidade.

Já o Sr. Gray não me agradou muito, não pela escolha do ator em si, pois ele convence bem, mas o personagem estava um pouco robótico, e demorei um pouco para visualizar o Christian nele, no decorrer das cenas nos deparamos com vários momentos que remetem a uma comédia romântica e o que torna a trama mais leve e nos faz dar boas risadas, porém as tão esperadas cenas de sexo deixaram um pouco a desejar no sentido “sado”, não sei por que que os produtores  decidiram pegar leve em relação a isso, pois é basicamente o motivo do relacionamento proposto pelo protagonista. 




 Quem leu o livro e gostou com certeza vai gostar do filme, que no final nos deixa morrendo de vontade  de ver a seqüência, apesar de já sabermos a história.

 Uma dica para a mulherada, não levem os namorados/maridos rsrs.

 No Rotten Tomatoes, site que reúne todas as críticas feitas sobre um filme, “50 tons de cinza” estreou com 73% de avaliação positiva, o que o coloca entre os vinte melhores filmes avaliados no site e já lidera bilheteria nos EUA e faz R$ 680 milhões no mundo todo.


O LIVRO:


SKOOB







Quando Anastásia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos.
Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.




SOBRE A AUTORA:

E L James é ex-executiva de TV e mora em Londres. Casada e com dois filhos, desde pequena sonhava em escrever histórias pelas quais os leitores se apaixonassem, mas adiou esse sonho para se concentrar na família e na carreira. Quando finalmente arranjou coragem para escrever, pôs no papel seu primeiro romance, Cinquenta tons de cinza. Na sequência, publicou os outros dois livros da série, Cinquenta tons mais escuros e Cinquenta tons de liberdade, completando a trilogia que se tornou o maior fenômeno editorial dos últimos anos.


12 comentários:

  1. Oi Janiele, tudo bem?
    Não gosto de 50 tons, mas estava curiosa pra saber o que os fãs do livro iriam achar do filme. Pelo o que vc disse, parece ter sido uma boa adaptação, afinal. Mas tbm n gostei muito desse ator que escolheram, rs
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Quando o assunto é 50 tons é meio difícil saber se vc gosta ou não, gostei sim mt do Personagem do Gray, mas a Ana não me passa de jeito nenhum gosto de protagonistas fortes e de personalidade, o filme amenizou um pouco essa falta dela mas mesmo assim ainda não me convence.

      Excluir
  2. Oi Jani
    Eu li o livro e não gostei, mas de acordo om algumas críticas que estou lendo, é possível que eu goste um pouco do filme, visto que na adaptação a Anastácia está menos trouxa (desculpa, mas é o que ela é no livro). A trilha sonora do filme ficou incrível, mas ainda não sei quando ou se irei ver a adaptação.
    Beijinhos

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lary com certeza a trilha sonora é um dos pontos altos, amei todas elas!

      E sim ela é trouxa rsrsr

      Excluir
  3. Oi, Janiele! Tudo bem?
    Vou ser franca aqui, eu não curti o livro e não estava querendo assistir o filme, mas devido a falta de opção acabei conferindo 50 Tons no cinema e meu desagrado foi ainda maior. Confesso que não levei a coisa muito a sério, mas isso já era de se esperar uma vez que a história não me conquistou nem um pouco. Tenho minhas ressalvas quanto ao desenvolvimento da trama que foi cansativo para mim, mas ao menos a trilha sonora segurou muito o forninho do filme ("I put a spell on you" e as regravações das canções da Beyoncé foram <3). Não pretendo continuar vendo as próximas adaptações da trilogia, mas se os fãs gostaram, então está valendo. Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica, então até hoje ainda me pergunto o por que do tão estrondoso sucesso do livro quando tem tantos outros bem melhores e ninguém nem liga, mas enfim é uma leitura feita como um pornô soft como estão chamando que alude a um romance mas que peca em muitos ponto.

      Excluir
  4. oi flor, eu li os três livros e fui ver o filme na última segunda, gostei bastante da adaptação, claro que há cortes e tal, mas manteve a essência! a minha amiga, que foi comigo e nada sabia da história, odiou o jeito
    Grey de ser, todo mandão e possessivo, mas conversando após a sessão consegui fazê-la compreender mais da trama, do enredo geral. O sexo é o sexo, intenso e carnal, transparecendo tanto na tela quanto nas páginas.
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaila eu gosto muito de romances eróticos com personagens mandões mas que sabem ser românticos quando precisam, no caso de 50 tons Cristhian não encaixa mt nesse aspectos por isso só gosto nele o fato de ser gostoso rrsrs.

      Excluir
  5. Vou confessar que o livro não é meu estilo não. Não tenho vontade de lê-lo, mas o filme é outra história. Consigo assistir numa boa, vai entender, hehe. Estou bem curiosa com o filme. Vou conferir, com certeza!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  6. Oi Jani
    Eu li o livro e fiquei tão desapontada que até agora não assisti ao filme. Para ter uma ideia do quanto o livro me desagradou, eu nunca deixo séries pela metade, mas não penso nem por um instante em ler os outros dois. Sinceramente, sei que tenho livros muito mais interessantes na estante. A única coisa que me deixa meio com vontade de ver o filme é que em toda crítica que leio sobre ele, dizem que a Anastácia está mais decidida no filme...
    Beijinhos

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir
  7. Cara, eu sou completamente apaixonada nesses livros/filmes. Assisti 3 vezes já (uma no cinema e 2 pela internet) e assistiria de novo. Li os 3 livros ano retrasado e simplesmente me apaixonei pela história hahahaha porém há que não goste, né. Tem gosto pra tudo!
    Adorei seu blog, inclusive tô seguindo! Tem posts quentinhos no meu esperando por você, vai lá ver!!!
    Um beijo, linda! Boa semana.

    www.tresestacoes.com

    ResponderExcluir
  8. Que interessante sua abordagem dessa obra. Não lê o livro, só assistir um filme no cinema.bjss
    http://espacodividido5.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir