Entre Romances de Banca


Hoje o tema é um tanto polêmico... Sabe aqueles romances pequenos, e muitas vezes "feinhos" vendidos nas bancas de jornais, com aquelas capas bem constrangedoras que muitas vezes são chamados de romance água com açúcar, ou romance de mulherzinha?

Já posso imaginar gente lendo isso e torcendo o nariz...

Sinto lhe dizer meu caro amigo, ou amiga, mas você pode ter lindo algum desses romances sem saber, ou então lido algo de algumas dessas autoras, e até gostado!

Não acredita??? Pois eu vou provar para você!!!

Começando pela nossa querida Julia Quinn que teve um de seus romances publicados aqui mesmo no Brasil, tanto na versão livraria quanto na de banca.



Outras autoras que tiveram alguns de seus romances publicados no formato de banca e outros em livraria foram:

Nora Roberts



Hannah Howell 



Susan Wiggs 



Carly Phillips



Linda Howard 



Laura Lee Guhrke



Nicole Jordan



Debbie Macomber



Sandra Brown 



Esses são apenas alguns exemplos de autoras que tem publicações tanto no formato de livraria quanto no de banca. É fato que esses livros (de banca) foram feitos para serem baratos, e notavelmente não se gasta muito com a capa, diagramação ou com a qualidade das páginas do livro, e essa não é a questão que quero discutir... Mas sabe aquela história de não julgar um livro pela capa? Então, ela também deve se aplicar aos romances de banca. Pois da mesma forma que na livraria você vê livros que até tem uma capa linda, e diagramação impecável, e ele acaba sendo decepcionante, na banca você pode encontrar muita coisa boa apesar da capa, claro que levando em consideração o gênero proposto que é o romance. Mas também não vou negar que você pode encontrar muita coisa ruim, mas isso tem mais a ver com o livro do que com a forma como ele foi publicado.

Ah! Mas romances de banca são um lixo, a escória da literatura, as mocinhas são fracas sem atitude, são livros machistas e sensuais de mais, só tem sexo! Nem sempre... Mas bom, eu estou vendo 50 tons de cinza, um livro de LIVRARIA, que foi baseado em uma fanfic de crepúsculo, também de LIVRARIA, virá um dos filmes mais falados e aguardado do ano, tremendo foi o seu sucesso mundial nas livrarias. E com esse comentário não quero menosprezar ou enaltecer o livro em questão, só que muita gente que leu e gostou de 50 Tons, diz que não gosta de romances de banca por exemplo, mesmo ele tendo tudo que a maioria das pessoas critica nos romances de banca. 

Vejam, os romances de banca podem ser bons e podem ser ruins, isso é muito relativo (novamente destaco que estamos falando de romances). Porém o que eu vejo é que muitas vezes as pessoas são hipócritas, pois criticam esse tipo de literatura, mas leem livros da mesma autora em formato de livraria e dizem que adoram. Pra mim existe quem goste de romances e quem não goste, ou você pode gostar de uma autora ou não, ou você pode até não gostar daquela história que o autor escreveu. Mas não dá para criticar um livro apenas pela forma como é publicado, a questão não é como é publicado, mas sim o que é publicado. Se você gosta ou não, vai depender realmente do SEU estilo literário, e dependendo do que você gosta, você pode encontrar na livraria ou na banca. 

E a principal questão desse post é... RESPEITO! E isso inclui quem leu, e quem não leu também. Porque se você menospreza o que o outro está lendo, por achar que o livro do outro é uma literatura inferior, o que você tem lido também não tem te oferecido coisa alguma, já que você não aprendeu a respeitar as diferenças.

Mas eu acredito que a gente pode construir uma blogosfera e todo um universo literário sem preconceitos.

14 comentários:

  1. Concordo plenamente com você! Já li muito "livro de livraria" com plot e desenvolvimento piores do que livro de banca. Também já li romances de banca divertidos e surpreendentemente bem escritos. Depende do gosto do leitor e da competência do autor - como ocorre com qualquer livro, no fim das contas. 😁

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você! Tinha um certo "preconceito" com os romances por causa das capas, como o da Julia Quinn, você ler um livro com uma capa dessa em um ônibus, por exemplo. É meio incomodo. E eu adoro também uma boa edição, mas pelo preço realmente vale a pena. Nesse momento estou lendo um romance de banca bem legal eu que foi bem barato também. Acho que as pessoas não deveriam ter preconceito nem com livro de banca, nem com livro em versão econômica, nem com ebook nem com nada disso. :)

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que post maravilhoso!!!! Concordo com tudo o que vc falou. E isso sem contar aqueles livros que foram lançados originalmente no formato de banca e que aqui no Brasil acabou sendo lançado como de livraria. A pessoa está lendo um livro, achando lindo, pensando que é de livraria e.... surpresa!!! Ele é, na verdade, de banca. Eu gosto de tudo: leio livros de banca, de livraria, em papel, em e-book.... o que importa é ser uma boa história, independente do estilo ou formato! E sim, respeito acima de tudo (tanto com os que gostam de um determinado estilo e formato, qnto com os que não gostam).

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  4. Oi, Amanda! Tudo bem? Super curti o seu post, apesar de, realmente, não estar familiarizada com os romances de bancas. Muito antes dos livros da Julia Quinn serem publicados pela Arqueiro, eu já sabia que alguns poderiam ser encontrados nesse formato e eles já estavam na minha lista de desejados, mas o fato disso não ser muito divulgado acaba contribuindo com o preconceito com relação aos livros de banca também.
    Poucas vezes vi uma editora assumindo que o livro a ser lançado era de banca e essa omissão já mostra muito bem como pode ser negativa essa informação, o que é uma pena, pois se as pessoas realmente estivessem preocupadas com o conteúdo e não o formato, não teríamos lido tantos livros bem inconstantes até mesmo de livrarias. De qualquer forma, achei que esse é um ótimo post para iniciar essas discussões! Parabéns (: Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Siiim, confesso que eu amo esses romances. Muito mesmo. São livros que me fazem suspirar de tanta simplicidade, veracidade e paixão que me é passado pelas letras desses livros.
    Já leu "Uma história de amor" de Carlos Heitor?
    É de dar muitos suspiros e é bem pequeno o livro. Super recomendo!!!

    Beijos!

    http://www.borboletra.com/

    ResponderExcluir
  6. Oie Amanda
    amei o post. Eu sou suspeita. Na adolescência comecei a ler escondida romances de banca hsuahusahush e amo até hoje. Não nego minhas raízes heheheheh
    Bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    É difícil admitir, mas eu amo romances de banca. Eu já sabia que a Julia Quinn, Nora Roberts e Debbie Macomber tinham livros publicados nesse formato, mas ainda não li nada delas (só da Debbie, eu acho). Adoro ler esses livros para espairecer, principalmente depois de ler um livro difícil ou que me fez chorar. Exatamente porque eles são, relativamente, mais fáceis. Porém já li romances de banca que me deixaram pensando "OMG, esse livro tem que ser publicado por uma editora que o publique e divulgue como ele merece". Então, é como você disse... Não dá para generalizar nada.
    Super beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amanda, esse foi um dos post mais interessantes e legais que li nos últimos tempos!
    Adoreeeeeeeei.
    Agora PARA TUDO: Julia Quinn é romance de banca? Estou chocada, hahaha.
    Quando estava na faculdade de jornalismo, um dos nossos professores fez a gente ler um livro de Sabrina para que não tivéssemos mais preconceito. Foi super legal!
    Adoro O Bom Partido, gente! Pouca gente conhece, mas eu adoro. Já li o O Solteirão também, só falta O Canalha.
    Adorei o que você escreveu sobre respeito. Gosto literário é único, não importa o que você leia, o importante é ler.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  9. Oi gostei do teu esclarecimento sobre livros de banca e de livraria,tinha visto o nome das autoras em vários livros de banca e fiquei pensando porque tinha mudado as capas e os formatos e também não se em contra mais nas bancas.Amo romance de banca leio desde 9 anos ,obrigada pelo esclarecimento beijos.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Oi gostei do teu esclarecimento sobre livros de banca e de livraria,tinha visto o nome das autoras em vários livros de banca e fiquei pensando porque tinha mudado as capas e os formatos e também não se em contra mais nas bancas.Amo romance de banca leio desde 9 anos ,obrigada pelo esclarecimento beijos.

    ResponderExcluir
  13. TENHO LIVROS DE AUTORAS EM FORMATO DE ROMANCE DE BAnca que não foi citado são esses.ELIZABETH BOYLE, STEPHANIE LAURENS, SUZANNE ENOCH,LORRAINE HEART,ANNE GRACIE , JULIA LONDON.

    ResponderExcluir