Real de Katy Evans

          SKOOB: Real
           ORIGINAL: Real - Livro 01
           AUTORA: Katy Evans
           EDITORA: Novo Século
           PÁGINAS: 304
           ANO: 2014



Remington Tate tem a reputação de ser um bad boy, dentro e fora. É conhecido também pelo corpo escultural e pelo poder, sexy e selvagem, que emana de cada gota de suor, levando toda e qualquer mulher que o veja a um verdadeiro frenesi. Em seus olhos, brilha um desejo brutal, devastador e real. Brooke, uma especialista em fisioterapia esportiva, é contratada para manter aquele corpo funcionando como uma máquina mortal. Esse parecia ser seu emprego dos sonhos, mas, ao circular pelo perigoso circuito de lutas clandestinas com Tate e sua equipe, Brooke passa a ser dominada por um novo sentimento, um fogo e uma necessidade com os quais ela não sabe lidar. O que começa com um simples flerte pode virar uma obsessão sexual incontrolável. Terríveis segredos serão revelados, e Brooke deverá lutar para manter-se sã, discernindo o que há de real e o que é pura ilusão em seus próprios sentimentos.



Essa resenha vai ser bem difícil, pois eu ainda não me decidi sobre a minha opinião a respeito desse livro. A história é bastante intensa, te prende, porém algumas coisas me pareceram bem forçadas, e não me convenceram, tirando isso eu gostei bastante do livro.

Real é narrado em primeira pessoa pela Brooke e conta a história de Remington Tate um lutador de Box que faz sucesso no Underground, ele tem um temperamento muito, mais muito intenso, e instável. Ele é conhecido por ser um bad boy, e vive rodeado de fãs, é controlador e arrogante.

Brooke Dumas é especialista em reabilitação esportiva. Ela já foi uma atleta quando jovem e viu seu sonho destruído duas vezes por causa de um acidente em umas das competições. Ela sabe o valor que uma reabilitação tem para um atleta e por isso ela decidiu seguir essa carreira.

A Brooke não curte muito Box, porém a sua amiga Melanie é simplesmente fascinada por Remington Tate, e acaba arrastando-a para uma das lutas, e assim que Remy entra no ringue em meio à multidão ele vê Brooke, olha diretamente nos olhos dela e dá aquele sorriso presunçoso. Não querendo perder ela de vista ele envia ingressos para que ela vá assistir a mais uma luta dele. E após essa segunda luta ele lhe faz uma proposta irrecusável.


Brooke tinha um futuro promissor, mas teve que abandonar tudo após o seu acidente, agora recém-formada, ela precisa de um impulso na sua carreira, e é isso que o Remy oferece para ela, ao contrário do que todos e inclusive ela poderiam pensar, ele a convida para trabalhar com ele, já que ele está em uma temporada muito importante, e precisa estar perfeitamente disposto para as lutas, mas isso significa que ela terá que se juntar a equipe dele e viajarem juntos. 

Apesar de um pouco resistente com a ideia, Brooke sabe que esse trabalho pode alavancar a sua carreira, e então decide aceitar a proposta.

Só que Brooke vai descobrir que separar sua vida pessoal da sua vida profissional vai ser mais difícil do que ela imagina, já que ela sabe que Remy mexe, e muito, com ela. E é ai que as coisas começam a ficar tensas, em alguns momentos ele também demonstra interesse, gosta de ficar perto dela, conversar com ela, eles ouvem músicas juntos, mas assim que a Brooke abre um pouco a guarda, o Remy se afasta.


"Ele olha direto nos meus olhos, e seus olhos são só meus, e seu sorriso é só meu, e por esta fração de um instante, nada mais importa além de nós."

Mas o que realmente o Remington deseja é que a Brooke o conheça de verdade, como ele realmente é. Porque além das aparências, e de tudo o que as pessoas possam supor, existe outro lado do Remy, um lado que ele não consegue controlar, e ele teme que quando ela descobrir sobre esse lado, ela vá se afastar completamente.

E isso fazia a leitura bastante instigante, você quer saber como ele realmente é, como ela vai reagir quando descobrir, quando ele vai contar tudo para ela. A ligação deles foi muito forte, e muito rápida desde o início, então foi isso que eu achei forçado, ele tem um lado possessivo bastante exagerado, e confesso que não gostei, mesmo depois de saber a verdade sobre ele. E eu esperava que a Brooke fizesse algum questionamento sobre isso, mas ela não faz simplesmente acha lindo esse lado possessivo dele, o que me pareceu um lado muito ingênuo da personagem.


"Ele é complicado e complexo, um labirinto que quero me perder dentro. Ele é meu lutador, e eu realmente quero lutar para ficar com ele." 

Já o Remy, além de obviamente ser lindo, tudo de bom, ainda é um louco apaixonado... Gente ele demonstra o lado bom da sua possessão, ele cuida muito de quem ele ama, e é capaz de fazer qualquer coisa, qualquer coisa mesmo. Por isso eu fiquei balançada. Mas teve um detalhe bem chato na leitura também, com o livro foi narrado pela Brooke, é irritante a quantidade de vezes que ela fala o quanto Remy é lindo, gato, sexy... E essas coisas... O quanto ela se sente atraída, e não consegue se controlar... Enfim, ficou forçado... No começo do livro assim que ela o viu, ela já o descreve, eu eu acreditei nela, não precisava ficar repetindo as mesmas coisas durante várias, e várias páginas.

O livro é bom, a leitura é rápida, eu pretendo sim continuar a série, o próximo livro é MEU, mas é aquele tipo de história, para se passar um tempo, nada que devamos pôr muitas expectativas.

A partir daqui podem conter spoilers…

Então, quem já leu o livro, sabe que o Remy tem Transtorno Bipolar, e isso é claro, é um desafio para qualquer pessoa que passe por isso e que vá conviver ou ter um relacionamento com alguém com esse transtorno. Eu particularmente sei tão pouco sobre esse transtorno que ouso dizer que não sei nada. Eu sei que o Remy quer aprender a lidar com isso, porém o personagem se recusa a tomar qualquer tipo de medicamento, exceto pelos super tranquilizantes dados em meio a crises e também ao que parece não tem nenhum acompanhamento médico. E esse foi um dos fatos mais difíceis de aceitar no livro. Eu entendo que pelo fato dele ser um atleta ele seja resistente aos remédios, mas acredito que ele deveria ter ao menos algum acompanhamento médico. Mas novamente eu estou falando a opinião de alguém que não sabe nada sobre o assunto. E eu acho que a autora poderia ter explorado melhor esse lado problemático do Remy.

REAL foi concedido em parceria com a Editora Novo Século

SOBRE A AUTORA:










Katy Evans é autora best seller do The New York Times e do USA Today pelo estrondoso sucesso deste livro. Ela mora no Texas e para saber mais acesse katyevans.net. A trilogia ainda terá mais dois livros, ainda sem previsão aqui no Brasil. São eles: Mine e Remy.

13 comentários:

  1. Oi, Amanda! Tudo bem? Li pouquíssimas resenhas de "Real" até agora e todas elas dizem a mesma coisa, que a história não é excepcional, mas também não chega a ser ruim. Confesso que a sinopse não me agrada muito, mas por ser ambientado dentro do boxe, até achei isso interessante... O fato misterioso por parte da personalidade do Remington é convidativo também, mas confesso que já cansei um pouco dessa história da personagem feminina louca pelo carinha e esse último super possessivo. Já é algo que li em outros livros e que eu não gosto muito. De qualquer forma, se surgir a oportunidade de ler "Real", farei isso ao menos para me decidir se continuo ou não a ler a série! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mas, sua resenha me deixou um tanto curiosa, mesmo você não tendo se decidido ainda sobre a leitura.Não sei, acho que é porque nunca li nada que se relacionasse a box, então fiquei curiosa ><"

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  3. Olá Amanda =)

    Eu tenho este livro, que ganhei de uma amiga, mas confesso que ainda não consegui me animar a lê-lo. Parece realmente ser um livro para passar o tempo, e eu estou em busca de livros com mais conteúdo, que mexam comigo e realmente me envolvam... então este não parece ser o "meu" livro kkk. Adorei a resenha, bem esclarecedora (eu li os spoilers, sou curiosa kkk)

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha Amanda. Confesso que esse tipo de leitura não está me atraindo nos últimos tempos. Estou achando a temática muito saturada, sem falar na repetição da mesma fórmula. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. esse mundo do MMA ta me encantando! espero em breve ler!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Amanda.
    Entendo o que quis passar na resenha, li um livro que me passou algo parecido, que foi Esconda-se. Uma escrita envolvente, porém em certos momentos pareceu forçado. Mesmo assim confesso que esse livro me chama atenção, o universo de lutas deve ser algo tenso e ao mesmo tempo incrível de se viajar pelas páginas. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Amanda, como está?
    Passando para conhecer seu blog.
    O livro não faz muito meu estilo literário e deu para perceber que não foi um livro que te prendeu tanto.
    Achei até interessante essa coisa de lutas porque eu amo MMA, mas penso que deve ser um aspecto secundário nessa história, posso estar enganado.
    Seguindo aqui, se puder, retribua :)

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler esse livro! Só vejo elogios.♥
    bjs
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. oie Amanda
    Essa é a segunda resenha que leio sobre o livro, e fiquei com vontade de ler, apesar de não ter sentido aquele desejo de comprar pra ontem, sabe?
    Acho que o problema todo é esse lado possessivo do Tate. Não gosto de homens possessivos, e não sei se conseguiria me conectar ao personagem. Mas pretendo ler, sim.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela sua resenha. Muito bem escrita. Infelizmente esse não é um livro para mim. A forma como você descreveu o protagonista, já vi que vou odiá-lo. Não suporto homem assim. Como não vou ler, li os spoilers, mas mesmo assim não me convenceu.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    já tinha visto o livro, mas ainda não tinha lido uma resenha.
    Infelizmente o livro não me chamou atenção

    bjs

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. olá amanda!
    Real está na minha estante aguardando a minha leitura e tive que ler o spoiler e foi importante, acho que ficarei bem crítica na leitura de Real por que tenho um parente com transtorno bipolar, já é complicado conviver com esse parente (mesmo medicado e com presença médica), imagine o Ramy sem nada disso .-. é loucura, a autora pecou MUITO nisso e você tem razão!
    mas mesmo assim, é um tema pouco abordado (e mal abordado pela autora pelo jeito, é uma pena) então fica interessante a leitura, espero que pelo menos eu gostei razoavelmente dele ;-; HUAEHUAEHUA

    beijossssssss
    ~nathália n.
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
  13. Sinto-me estranha, porque a impressão que tenho é que todo mundo ama este livro, menos eu. A leitura foi sofrível. Desde o início achei tudo muito forçado, chatinho. As cenas hot pulei quase todas porque achei super patéticas. Nossa... Capa lindíssima, mas o conteúdo decepcionou bastante. Queria muito ter gostado, pra comprar os livro 2 e 3, mas comprar apenas pra completar coleção e só porque achou a capa bonita, não vale muito a pena, não é mesmo? Sinceramente, eu não recomendo.

    ResponderExcluir