Pela luz dos olhos seus - Janine Boissard


          SKOOB: Pela luz dos olhos seus
           ORIGINAL: Histoire d'Amour
           AUTORA: Janine Boissard
           EDITORA:  Arqueiro
           PÁGINAS:  216
           ANO: 2013


Laura Vincent cresceu entre o mar e as macieiras da Normandia. Passou a adolescência à sombra da irmã mais velha. Agathe - a bela - era admirada e disputada por todos os garotos da cidade; Laura - a pequena - passava as noites em casa, lendo romances. Mas o destino preparou uma surpresa para Laura. Trabalhando como assessora de imprensa de músicos, ela recebe, no dia seguinte ao seu aniversário de 26 anos, a vista do agente de um dos tenores mais famosos do mundo. Ela é requisitada para ser guia dele e seu chefe não deixa margem para discussão. Rico e bem-sucedido,Claudio Roman viaja pelo mundo emocionando plateias com sua voz. Fãs de baquetes, bebedeiras e belas mulheres, ele parece ter tudo o que quer, porém seu comportamento esconde a amargura de nunca poder interpretar Alfredo, em La Treviata, por causa de uma ataque criminoso que lhe custou a visão. Laura está preparada para lidar com um homem difícil e arrogante, mas, assim que houve Claudio cantar pela primeira vez, ele toca seu coração. Aos poucos, mais do que sua guia, ela se torna também a confidente das noites sombrias de angústia. Como ela nunca lhe pede nada em troca de seu apoio, Claudio promete lhe dar qualquer coisa. No momento certo, ela cobra a promessa: quer que o cantor se submeta a um transplante de córnea capaz de lhe restituir a visão de um dos olhos. Apaixonada e convencida de que Claudio não precisará mais dela quando voltar a enxergar, Laura vai embora sem se despedir e sem dar a ele a oportunidade de vê-la. Será que Claudio saberá lidar com essa decisão? Ou ele vai enfim perceber que sempre lhe faltou o alimento essencial à vida: o amor?

 Assim que soube que Pela luz dos olhos seus se tratava de um romance de uma autora francesa, fiquei logo empolgada! Motivo: uma das minhas autoras favoritas também é francesa, só bastou isso para me deixar curiosa e na expectativa com relação a leitura. Porém, o livro não é uma leitura profunda e consistente, é de uma leitura simples, e isso me deixou um pouco decepcionada. Explico melhor na continuação dessa resenha!

 Laura é uma mulher que acaba de completar 26 anos, passou toda a infância e adolescência às margens da irmã mais velha, Agathe, a bela, que fazia muito sucesso com os garotos, enquanto Laura, a pequena, vivia entre os livros, e tinha as melhores notas da escola, então quando Laura cresceu e decidiu seguir carreira de assessora de imprensa, a sua família ficou bastante surpresa. Laura ama o seu trabalho, porém fica receosa quando inesperadamente seu chefe lhe dá a notícia de que terá que assessorar o famoso tenor, Claudio Roman, que sofreu um assalto e perdeu a visão, além disso, Claudio tem a fama de ser bastante mulherengo.

 Assim que Laura conhece Claudio, logo se apaixona por ele e pela sua bela voz, com tempo Laura vai se tornando além de agente do cantor, uma grande companheira que está ao seu lado em todos os momentos bons e também os difíceis quando Claudio está cheio de amargura e tristeza pela sua condição. Para agradecê-la ele pergunta o que ela gostaria de ganhar, ela no primeiro momento não pede nada, porém quando ela descobre que ele tem 50% de recuperar a visão do olho direito, ela não pensa duas vezes, e pede para Claudio de submeter a uma cirurgia, e assim realizar o seu grande sonho que é interpretar Alfredo em La Traviata, um concerto bastante famoso, a ópera de Verdi, baseado no romance A Dama das Camélias, onde um jovem rico francês se apaixona por uma cortesã.


Já tinha lido o livro e visto o filme. Violetta, jovem e bela cortesã, apaixona-se por Alfredo, filho de boa família. Por ele, abandona sua vida desregrada e amam-se loucamente. O pai de Alfredo, julgando a família desonrada, leva Violetta a romper com o filho, fazendo-o acreditar que ela não o ama mais. O fim é trágico: tuberculosa, Violetta morre nos braços do amado.                                Pág. 59
 Mesmo relutante, Claudio acaba aceitando, porém quando acorda da cirurgia descobre que a sua ''pequena'' simplesmente fugiu, com medo que ele descobrisse que ela não é a mulher bonita e sensual da qual ele está acostumado, um fato que não contei é que os dois antes da cirurgia tiveram uma noite de amor juntos, e agora que Laura está desaparecida, qual será a reação de Claudio? O que ele sente por Laura? Ele  realizará o seu sonho de interpretar Alfredo em La Traviata? E Laura, conseguirá escapar do amor que sente pelo tenor?

 Sobre a narrativa de Janine, o livro é dividido em 3 partes, a primeira é pelo ponto de vista de Laura, a segunda é feita pelo Claudio e a terceira é sobre os dois, a história é recheada de palavras bonitas, os capítulos são curtíssimos, não passam de três ou quatro páginas, os diálogos são simples, estilo um romance de banca. A leitura foi normal, sem muitas emoções, apenas mais uma linda história de amor, que ao meu ver merece uma continuação, terminou tudo muito rápido.

 Para os fãs de belas histórias de amor, Pela Luz dos Olhos Seus é o livro perfeito, com uma protagonista forte, que precisa salvar o mocinho de uma vida repleta de angústia e sofrimento. Ah, e ainda conhecemos um pouco da história de La Traviata, que é puro amor e tristeza, não gostava de ópera, mas aprendi lendo Pela luz dos olhos seus, que a ópera pode ser um momento mágico, e indescritível.


PELA LUZ DOS OLHOS SEUS foi cedido em parceria pela EDITORA ARQUEIRO

 PARA QUEM SE INTERESSAR, SEGUE UM CONCERTO DE 1988, DE  ''LA TREVIATA'' ( INFELIZMENTE NÃO ESTÁ LEGENDADO).


Eu vivo de festa e prazer.

Uma vez que esses olhos vão direto ao coração,
saboreemos o amor.
O amor que queima os beijos.

Eu a amava sem saber,
desse amor que faz palpitar
o universo inteiro.

Amor secreto, amor que faz palpitar
o universo inteiro.

Longe dela, não existe alegria para mim.
Ao seu lado, sinto-me reviver.

Um dia, quando os desejos houverem fugido
com o tempo, o tédio estará à espreita.
O que acontecera comigo?

Chegará o momento em que saberás
como eu te amava.

Toda a esperança morreu.
Adeus, belos sonhos.

Ó Violetta, minha amada.

Tua saúde renascerá.
Serás a luz da minha vida.
O futuro nos sorrirá.

Morrer tão jovem, 
após ter sofrido tanto,
morrer tão perto da aurora.

Minha vida, minha respiração,
bem-amada de meu coração,
nunca precisei tanto de ti.

Ah, retorno à vida.

Ó alegria.

            (Pela Luz dos Olhos Seus)





 SOBRE A AUTORA:



 Com mais de 1,8 milhões de exemplares vendidos no mundo, Janine Boissard é uma das mais recomendadas romancistas da França. Decidida a ser escritora desde que era adolescente, teve seu primeiro livro publicado aos 20 anos. Desde então já escreveu mais de 40 histórias, algumas assinadas com o seu nome de casada, Janine Oriano.

15 comentários:

  1. O livro tem um drama extremamente interessante e instigante.
    É a segunda resenha que leio dele e preciso anotar o nome para próximas leituras.
    ;)
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um livro realmente muito bom
    Com um drama bem feito

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Não sabia muito bem do que se tratava o livro, mas gostei da história, mas parece ser um enredo meio fraco. Também não curti a capa e não sei se leria.

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li o livro, e na verdade nem conhecia... rsrs
    Me interessei bastante *-* Já coloquei na lista de desejados!
    Adoro esse negócio de ter mais de um ponto de vista da história!
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenha Elidiane! Estou ansiosa para ler Pela Luz dos Olhos Seus! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    eu já tinha ouvido falar do livro e tinha gostado.
    Parece ser mto fofo. Adoro romances!!! Que pena que você não gostou tanto!

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei muito do que você apresentou do livro. Eu tinha me interessado por ele quando vi que ia lançar mas essa é a primeira resenha que leio. Vou querer com certeza.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Eu não tinha me interessado muito pela capa, mas agora que parei pra ver sobre o que o livro se trata fiquei interessada, parece ser bom.

    Beijo :*
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ainda não conhecia esse livro, mas depois de ler sua resenha fiquei morrendo de vontade de lê-lo. Uma pena que você não gostou tanto assim do livro :/

    Bjs,
    Samira
    http://spoiledonbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Eli!
    Não sabia que a autora é francesa, que legal! Acabo lendo mais livros americanos, então é bom variar de vez em quando.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  11. Eu acho a capa do livro bonita e a história me chamou a atenção, gostei :)

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  12. Só por ser de uma autora francesa, eu fiquei bastante curiosa para ler esse livro... Apesar da sinopse não fazer muito o meu estilo de romance, achei legal a trama estar envolvida com a história de "La Traviata". Enfim, fiquei curiosa! hehe Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eli, eu ainda quero ler mais literatura francesa. Acredito que os franceses têm um jeito muito exclusivo de enxergar as coisas e narrar histórias. Sua resenha ficou ótima!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  14. Adoro romances que me fazem chorar e já vi vários comentários que esse livro é super emocionante. Amei sua resenha, Elidiane!
    Um beijão! Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  15. Oii! A Sinopse é muito boa. Foi esse motivo que me fez baixar o livro. Mas a história não me prendeu tanto. A escrita da autora me lembra o primeiro livro de minha prima pré adolescente: a cabeça cheia de idéias boas, mas sem conseguir passar para o papel no tempo certo. Kkk
    Queria que ela tivesse focado mais em alguns personagens, como a Aghate por exemplo: Não foi explicado o motivo de ela não achar sua vida tão feliz. A Maria, o tal cara que Laura conheceu no novo emprego, porque o pai dela não parecia gostar muito do Cláudio e etc. (Ah! Mas Gostei da parte da ópera).
    O desfecho, na minha opinião, ficou muito melodramático. Até porque a Laura era uma mulher forte, não parecia tão covarde a ponto de sumir, largar o trabalho e tudo, só para o cara não encontrar ela. Ficou um estilo muito "Malhação" ou até mesmo novela mexicana.
    Ele Não entrou na lista dos meus favoritos.

    Beiijos!

    ResponderExcluir