O garoto da casa ao lado - Meg Cabot

LIVRO NO SKOOB: O Garoto da Casa ao Lado
TÍTULO ORIGINAL: The guy next door
AUTORA: Meg Cabot
SÉRIE: Coleção Garoto - Vol. 1 
EDITORA: Galera Record
PÁGINAS: 400
ANO: 2005
MINHA AVALIAÇÃO: 
+ Favorito!

Escrito em forma de mensagens de e-mail, O garoto da casa ao lado revela a história de Melissa Fuller, uma jornalista de celebridades que está prestes a perder o emprego. Numa certa manhã, Mel está 68 minutos atrasada para o trabalho, completando assim seu 37º atraso no ano. Um recorde. O departamento de Recursos Humanos já lhe mandou um memorando oficial sobre o assunto, seu chefe duvida seriamente do seu compromisso com o jornal e, além disso, até sua melhor amiga anda preocupada com seu bem-estar psicológico. Contudo, dessa vez, ela tem uma desculpa de verdade: estava socorrendo Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos, que entrou em coma após levar um golpe na cabeça, em conseqüência de um misterioso atentado. Seria a colunista de fofocas capaz de descobrir uma grande reportagem? O que de fato aconteceu dentro do apartamento da Sra. Friedlander? 

O garoto da casa ao lado é um livro muito divertido e fofo, mas há um detalhe importantíssimo sobre ele... A história é toda contada por meio de e-mails, um jeito diferente de se escrever um livro, mas que muitos não curtem muito, eu particularmente gostei, mas se você não gosta desse tipo de leitura é melhor nem lê, e se você nunca leu, pra mim esse é um bom livro para experimentar, afinal é a Meg Cabot!

Melissa Fuller é colunista da Página Dez, uma coluna sobre os famosos, do New York Journal. Ela sempre chega atrasada em seu trabalho, mas em um certo dia ela acaba se atrasando demais, e os seus amigos, seu chefe a chata da Amy Jenkins da Divisão de Recursos Humanos começam a mandar vários e-mails para a Mell para saber onde ela se meteu que ainda não apareceu no trabalho, e é desse atraso que tudo começa. Quando a Mell está saindo para ir ao trabalho, percebe que o cachorro da sua vizinha está muito agitado, e ela começa a desconfiar de que há alguma coisa errada, após bater várias vezes a porta do apartamento da sua vizinha, ela desiste de esperar que alguém venha atender e decide entrar no apartamento, lá ela encontra a sua vizinha, uma senhora de 80 anos caída no chão, inconsciente. Quando a polícia chega informam para a Mell que a mesma levou uma pancada na cabeça, e por isso a mesma vai parar no hospital, onde fica em coma.

Mas a velha Sra. Friedlander tem vários bichinhos de estimação que precisam de cuidado, e Mell não pode se responsabilizar de cuidar sozinha dos bichinhos, já que ela tem um trabalho, então ela entra em contato com o sobrinho da sua vizinha, para que ele venha assumir a responsabilidade de cuidar dos animais da sua tia. Só que tem um pequeno problema, Max Friedlander sobrinho da Sra. Friedlander é um idiota totalmente sem noção. Ele não está nem ai com o estado de saúde da tia, e para que a Mell não fique no pé dele, ele vai pedir para que o seu amigo John Trent assuma o seu lugar e vá passar uns tempos no apartamento da sua tia, coisa que John só aceita porque deve um grande favor para o Max.


Agora a bagunça está feita, porque John vai precisar da ajuda de Mell para cuidar dos animais da Sra. Friedlander e isso vai fazer com que esses dois se conheçam melhor e se aproximem. Só que o John não conta para a Mell que ele não é o Max, um detalhe um tanto importante para um casal que quer ser um casal, e pra piorar John também é repórter e trabalha no principal concorrente do New York Journal. Então já deu pra perceber a confusão que isso vai trazer.

A Mell é uma fofa, porem ela é ruiva, então ela é bem cruel em suas vinganças... O John também é irresistível, não me impressiona o fato da Mell ter se apaixonado tão facilmente por ele... tão romântico, e atencioso, cavalheiro... apaixonante. Não sei como ele se tornou amigo do Max, mas enfim. Ah! Ainda temos a Nad e o Tony, um casal amigo da Mell que são um encanto a parte, principalmente a Nad que é uma grande cumplice da Mell. E eu não podia deixar de falar da Stacy, cunhada do John, que é uma grávida muito legal e que ajuda muito o John dando pitacos em sua vida amorosa. 

O livro é muito divertido e ao mesmo tempo romântico, é por isso que eu sou tão apaixonada pelas histórias da Meg Cabot. Com relação ao fato do livro ser todo escrito em forma de e-mails eu só senti que ficou faltando alguma coisa no finzinho da história, de resto, o livro flui bem, não se arrasta em nenhum momento. Foi uma excelente leitura.

SOBRE A AUTORA:



Meggin Patricia Cabot, mais conhecida pela abreviação Meg Cabot ou Patricia Cabot ou pelo seu pseudônimo Jenny Carroll (Bloomington, 1 de fevereiro de 1967), é uma escritora estadunidense. É mundialmente famosa por ser autora de mais de 60 livros, dentre os quais seu maior bestseller é a série de dez volumes O Diário da Princesa. Meg também é autora da série A Mediadora, dos livros A garota americana, Ídolo teen, Avalon High, vários livros históricos sob um pseudônimo que ela ainda espera que sua avó nunca descubra, uma série de livros inteiramente no formato de emails (Garoto encontra garota, O garoto da casa ao lado e Todo garoto tem), um livro de mistério (Tamanho 42 não é gorda) e o chick-lit A rainha da fofoca, sobre uma jovem que fala demais, o que é um traço de personalidade que não se aplica à Meg em absoluto.Meg hoje divide seu tempo entre Nova York e Key West, com uma gata principal (Henrietta, de um olho só), vários gatos de back-up, e seu marido, que não sabe que se casou com alguém cujo signo é cavalo do fogo. Por favor, não conte a ele.



19 comentários:

  1. Adorei a resenha! E com certeza o leria, não só porque seria a minha primeira leitura de livros escritos dessa forma, mas também porque é a Meg, né? Não sabia que era escrito assim, interessante! E tô precisando ler algo do tipo, HAHA
    Boa semana!
    http://literallypitseleh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Então, Amanda, eu não sou muito fã da Meg Cabot. Apesar de ter amado o filme do Diário da Princesa, eu não tenho muita vontade de ler seus livros.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu já li esse livro, mas tem tanto tempo que não me lembro direito da história! Amei a resenha e fiquei com saudades da narrativa cativante da Meg Cabot! Foi o primeiro livro que li em forma de emails e eu amei mesmo nem achei ruim.

    Abraços, Raquel.
    Viajando com Livros.

    ResponderExcluir
  4. Deu vontade de ler... Acho que vou testar... :)

    Bjos, Naty

    ResponderExcluir
  5. Epa, hã? Esse não conhecia! Pelo título pensei até naquele da Lola...
    Mas não tem nada com nada.
    Fofa essa trama, gostei de ver. Mais um livro dela pra entrar na lista dos quero ler algum dia, tem tantos..
    Achei bacana essa coisa de ser escrita na base de email, só conheço um livro assim e bem, é legal ver outras histórias com esse tipo de base. Me interessei em ler por isso.

    ResponderExcluir
  6. Oi meninas.
    Eu nunca li nada da Meg, por pura falta de tempo mesmo, mas adorei saber que o livro é divertido, adoro histórias com essa característica.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda esse livro parece ser uma delícia e muito divertido. Não sei se curtiria uma leitura onde a história é narrada através de e-mails mas nunca experimentei. Como é um livro da Meg e ela é diva no que faz, acho que vale muito a pena dar uma conferida.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi falar tanto desse livro e li tantas resenhas, mas não estava afim de ler até ler a sua :)(nem falei muito a palavra ler, né?!). Você escreve muito bem e me deixou morrendo de vontade de comprar! O que vai ser ruim para a carteira da minha mãe porque esse esta na minha lista de leitura haha. Beijinhos e tenha uma ótima semana :)
    http://maluquice-de-garota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Awn, adoro a Meg!
    Tenho muita vontade de ler essa série garoto porque todo mundo fala bem. E essas capas novas são lindas!

    Beijos, Bianca
    http://behindenemyline8.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Tenho muita vontade de ler esse livro, a sinopse dele é tão fofa e adorável <3
    Está na minha listinha de desejados há tempos, mas confesso que por já ser meio antigo, tenho preguicinha de comprar. Fico esperando oportunidade pra trocar rs

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu sou muito fã da Meg Cabot e ainda não li esse livro e já fiquei desesperada por ele.Meg tem o dom de escrever e conquistar a gente com suas histórias.

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ain, preciso ler Meg Cabot... Li um conto dela n'O Livro das Princesas' e adorei a escrita.
    Ela tem várias séries, né? Um dia eu terei todas :)

    Adorei a resenha !

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  13. Eu gosto muito da escrita da autora pelo toque de humor que ela acrescenta na trama, esta coleção são três não é? Acho que tem aquele jeito de filme de sessão da tarde.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Gostei da resenha Amanda. Ainda não li essa série, mas ouço sempre ótimos comentários a respeito. Os livros da Meg Cabot são ótimos! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li esse livro da Meg - não li vários ainda -, mas adoro o enredo, e acho que iria gostar muito, mesmo sendo escrito em forma de emails. Também sou apaixonada pelas histórias da autora por serem divertidas e românticas :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Gente eu to louca por essa série, devo ser a única pessoa do mundo que não leu! Preciso desse livro, adoro os livros da Meg Cabot, não importa o que os outros achem, sempre gosto. haha'
    Beijos ^^

    naylanaomi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Nunca li nenhum livro dela e, estranhamente, nunca tive vontade de ler. Mas até que eu gostei dessa história, vou comprar o livro assim que der. Quem sabe eu não me apaixono pela Meg também? hahaha ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Coutinhoalex

    Ótima resenha! O garoto da casa ao lado de Meg Cabot oferece uma leitura despretensiosa e envolvente. Meg traz uma narrativa totalmente diferente das tradicionais.

    ResponderExcluir
  19. Até hoje, nunca li nenhum livro que fosse escrito em forma de Emails ou cartas, mas tenho bastante curiosidade pra ler. Gosto bastante de livros com essa pegada mais leve e divertida. Fiquei com vontade de ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir