Amada Imortal - Cate Tiernan

LIVRO NO SKOOB: Amada Imortal - Livro 1
TÍTULO ORIGINAL: Immortal Beloved
SÉRIE: Trilogia Amada Imortal 
AUTORA: Cate Tiernan
EDITORA: Galera Record
PÁGINAS: 280
ANO: 2012
MINHA AVALIAÇÃO:

Primeiro livro da bem-sucedida trilogia, mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de jovem em busca de si mesma e de redenção. Questões de identidade e moralidade aparecem na trama, protagonizada pela imortal Nastasya. Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo. Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro. 

Amada Imortal foi um livro que me conquistou pela capa, que chega a ser mais bonita pessoalmente do que pela imagem acima, já a sinopse não despertou muito meu interesse, imagine só uma garota que é imortal com mais de 400 anos, que já viu quase de tudo nessa vida e que surta por ver seu melhor amigo machucar  um cara por puro prazer e depois disso ela resolve ir para uma espécie de centro de reabilitação para imortais. Realmente não me pareceu muito interessante, mas resolvi arriscar.

Nastasya é uma imortal de 449 anos que só quer saber de curtir a vida sem se apegar a nada e nem a ninguém. Só quer saber de festas, baladas, regadas a muita bebida e muita diversão de preferencia perigosa, ela quer mais é viver no limite, afinal de contas ela não pode morrer, pelo menos não tão fácil assim, e ela também não envelhece, com mais de 400 anos ela vive num corpo de uma garota de 18.

Mas Nastassja teve um choque de realidade após ver Incy, seu melhor amigo, machucar muito um cara, só porque o mesmo o desagradou, e o que é pior Nastasya não fez nada para ajudar o pobre homem. Junto com a compreensão de que a sua vida estava toda errada, Nastasya começar a sentir um medo inexplicável, e a única coisa que ela sabe é que precisa fugir e ficar bem longe dos seus amigos, e é nessa fuga que ela vai descobrir quem ela realmente é.

Ela se lembra então de River, uma mulher imortal que lhe ofereceu ajuda para quando ela resolvesse mudar. Assim Nastasya decide sumir e vai parar num lugar que fica no fim do mundo chamado River’s Edge, uma espécie de casa de reabilitação para imortais que é administrada pela River. Chegando lá a sua vida vai mudar completamente. O objetivo do lugar é que os imortais voltem a descobrir quem eles são. Que eles encontrem um equilíbrio para sua existência. Descubram o que eles querem, a beleza das coisas simples da vida. E isso é tudo o que Nastasya precisa, mas vai ser uma mudança radical, e por isso muito difícil para ela. Ela vai ter que enfrentar o seu passado, aceita-lo pra poder seguir em frente, mas dessa vez com o coração aberto para os seus sentimentos que ela já havia anulado há muito tempo.
"Ser bom é uma escolha que devemos fazer sempre, todo dia, ao longo do dia, pelo resto da via - disse Asher - Um dia é feito de milhares de decisões, a maioria pequena, desimportante, algumas enormes. Com cada uma você tem a chance de trabalhar em direção à luz ou afundar em direção às trevas." 


Lá em River’s Edge Nastasya vai aprender mais sobre os imortais e sobre magick, mas não se deixe enganar, magick não é magica e sim magia, uma ciência oculta que estuda os segredos da natureza e sua relação com o homem, magia essa que existe em todo o imortal. E essa magick pode ser branca ou magick negra.

E além de tudo isso Nastasya vai descobrir que existe alguém tentando lhe prejudicar, e lhe matar. O que Nastasya não sabe é quem é que esta tentando fazer isso, e nem o porquê, ou se essa pessoa esta longe ou muito próxima dela.

Lá em River’s Edge a nossa mocinha ainda conhece Reyn, um imortal arrogante e muito sexy que mexe muito com ela, apesar deles não se darem muito bem. Nastasya vai descobrir que Reyn tem um papel importante na sua vida, e não vai ser fácil para ela aceitar isso.

Como vocês podem ver Amada Imortal é um livro cheio de revelações para a nossa heroína, e por isso nos deixa curiosos. Nesse livro que é o primeiro de uma série, as perguntas só começaram a ser respondidas, e ainda existem muitas sem respostas.

O livro é narrado pela própria Nastasya, o que chega a ser um lado negativo pra mim. Ficar sabendo de tudo o que ela pensa e ver tudo segundo os seus olhos era muitas vezes irritante. Ela é muito infantil pra alguém que tem mais de 400 anos, mais parecia uma rebelde sem causa, espero que nos próximos livros ela amadureça um pouco mais. Outro detalhe do livro é que apesar do titulo ele não é romântico, ficou apenas uma deixa para os próximos livros.

O livro é bom, eu gostei da ideia de mostrar que a imortalidade não é algo tão belo, e que ela pode ser algo bem difícil de se conviver, a única coisa que muitas vezes me travou apesar da minha curiosidade em saber o desenrolar da historia era pensar que eu teria que estar na cabeça da Nastasya, pois ela às vezes me dava nos nervos. Mas o livro teve um bom final e apesar das 3 estrelinhas dadas por mim estou curiosa para saber como será a continuação dessa serie.


SOBRE A AUTORA:


Cate Tiernan é o pseudônimo de Gabrielle Charbonnet, uma autora americana nascida em New Orleans, Louisiana, nos Estados Unidos, no dia 24 de julho de 1961. Com o "pen name" Cate Tiernan, se tornou bastante conhecida pela sua série de livros Sweep e Immortal Beloved, ambos chegam ao Brasil pela Galera.



 Esse livro é uma cortesia da Editora Galera Record

14 comentários:

  1. Tem razão, a capa é linda, só ela já despertou meu interesse.

    ResponderExcluir
  2. A capa é realmente linda e nas mãos é ainda mais atrativa, adoro o toque aveludado.
    Eu tmb pedi pela capa, pq a sinopse não disse muito. Mas eu amei o livro, amei o comecinho do romance dos dois, e também amei o jeito infantil da Nasty rs
    talvez seja porque eu tmb falo muita coisa sem pensar...rs
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Passando pra divulgar o meu novo blog , sei que é chato mas estou começando ,poderia dar uma olhada lá? http://cantinhodasleituras.blogspot.com.br/ Obrigado desde já (:

    ResponderExcluir
  4. Eu vi esse livro na Bienal, mas como estava com preço de venda normal, não comprei. Agora, lendo sua resenha e sabendo do que realmente se trata, fiquei com vontade de lê-lo! <3

    Beijinhos,
    May :*
    {tagarelando.net}

    ResponderExcluir
  5. A capa desse livro é muito fofa, mas não me senti atraída pela leitura,acho qeu já estou saturada do assunto.
    Beijos

    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  6. Achei a sinopse até interessante, mas não sei se me senti efetivamente atraída.

    Beijão

    Lu Tazinazzo
    http://aceitaumleite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda, também sou muito de me interessar por um livro só por causa da capa e depois ver que não era nada do que estava esperando. Mesmo assim, o livro parece ter ficado no nível de bom, apesar de não ter ido muito além disso. Já li uma obra que falava dos pontos baixos da imortalidade, e gostei muito desse ponto de vista.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oii!
    Gosto desse gênero de leitura e a capa está belíssima! Ótima resenha! :D
    Beijos, Bia

    ResponderExcluir
  9. Oi ^^
    Adorei a resenha e ainda mais, o seu blog.Está
    muito lindo!

    Passa lá no meu e deixa sua marquinha:
    nomeuquartoeuleiomuito.blogspot.com

    Se puder, siga-o.Estou precisando de apoio para editoras parceiras!


    Bjão,
    Roberta Ribeiro
    NO MEU QUARTO EU LEIO MUITO

    ResponderExcluir
  10. Oi Amanda!
    Passei um tempo sumida num foi :/

    Assim como você quando li a sinopse também achei bem aguada a história, e mesmo depois que li algumas resenhas continuo com essa impressão.

    Sei lá ainda mais agora que você disse que ela tem mais de 400 anos e ainda é infantil. pelo amor já deu tempo de crescer né?

    A capa todo mundo acha bonita, mas eu achei sem graça. Não gostei da combinação de cores.

    Um beijoo
    Brenda Lorrainy
    cataventodeideias.com

    ResponderExcluir
  11. Faz isso comigo não i0i Eu estou louca para ler esse livro há uns 5 minutos :P Eu passei no Entrando Numa Fria e por grande acaso tinha essa resenha da Amada Imortal u.u

    Até que gostei dessa ideia que é bem diferente. Pelo menos não fala de vampiros ou lobisomens, coisas que estamos cansados de ouvir.

    Vou dar uma chance ao livro u.u

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    blogkimygabrielli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. 1° Concordo que a capa é linda!!!
    2° Ainda não tinha parado para ver sobre o que era o livro e adorei ler sua resenha =)
    3° Que beleza ter mais de 400 anos e viver num corpo de uma garota de 18.
    4° Adoro esses livros que o protagonista vai em busca de autoconhecimento!!!
    5° Que pena que a personagem mesmo com tantos anos de existencia não tenha aproveitado para amadurcer e conhecer o que realmente importava na vida =/ parece que ela tem mais que um corpo de 18 anos, ela tem menos amadurecimento que essa idade =/
    6° Que pena que o narrador não é onisciente, acho bem mais interessante!!!

    ResponderExcluir
  13. Eu8 já o li e achei meio parado no início, mas depois que passei da metade do livro não consegui parar de ler. Acho que foi porque as coisas começaram a esquentar entre Nastasya e Reyn e também com o ciume de Nell

    ResponderExcluir
  14. Eu até que gosto de livros em primeira pessoa, mas odeio do fundo da minha alma protagonistas infantis. O livro parece interessante, mas ainda não está na minha lista de desejados para 2013

    beijos

    ResponderExcluir