A Mansão dos Segredos - Candace Camp


LIVRO NO SKOOB:  A Mansão dos Segredos
TÍTULO ORIGINAL: So Wild a Heart
AUTORA: Candace Camp
EDITORA:  Harlequin Books
PÁGINAS: 416
ANO: 2011
MINHA AVALIAÇÃO: 

Há várias gerações, terras e títulos de nobreza foram concedidos à família Aincourt pela sua lealdade ao rei. A antiga abadia Darkwater, no entanto, veio com uma maldição: nenhum Aincourt que a possuísse conheceria a felicidade.
Devin Aincourt, conde de Ravenscar, jamais pediu permissão para ser o que é - um verdadeiro libertino. Renegado pelo pai, Devin é feliz em sua existência amaldiçoada, vivendo-a de forma hedonista, gastando todo dinheiro herdado e não dando a menor atenção à administração de Darkwater, à beira da ruína. Até que um dia, sua mãe implora para que ele recupere a fortuna e o nome da família e se case com uma rica herdeira americana. Acreditando ser apenas uma união no papel, Devin concorda em se casar com Miranda.
No entanto, o que ele não imagina é que esta estrangeira decidida e autêntica tem seus próprios planos: restaurar Darkwater, tornar a propriedade rentável novamente, arrancar o conde das garras da amante e ganhar seu coração. Mesmo que para isso tenha que arriscar a própria vida diante de um inimigo desconhecido, sob o risco de se abater também sobre ela uma maldição eterna.
Em A Mansão dos Segredos, primeiro livro da trilogia dos Aincourt, Candace Camp mistura drama e suspense com pitadas de humor e boas doses de paixão, presenteando o leitor com personagens marcantes em uma história de amor inesquecível.

Esse livro era o meu reserva na maratona de banca do mês de março, cujo tema foi MOCINHO OU VILÃO, EIS A QUESTÃO (eu faço as postagens da maratona em outro blog), como gostei muito do livro que li não precisei substituir por esse, mas fui aconselhada a ler os dois por serem muito bons, e foi o que eu fiz, e sinceramente esse livro se enquadra perfeitamente nesse tema e valeu muito a pena.

Assim que eu comecei a leitura e fui conhecendo um pouquinho o conde de Ravenscar eu cheguei à conclusão de que independente do que acontecesse eu não iria gostar dele de forma alguma. Em contra partida quanto mais eu lia, mais eu gostava de Miranda Upshaw, a herdeira americana, mas devo confessar que mudei de opinião sobre Devin no decorrer da história.

Devin é um libertino de quinta categoria, a sua reputação está em frangalhos, nenhuma moça decente de Londres se aproximaria dele e muito menos aceitaria se casar com o dito cujo. Outro detalhe é que Devin tem uma amante por quem é apaixonado, Leona que a propósito é uma mulher sem nenhum escrúpulo ou vergonha na cara. A irmã de Devin fala um pouco sobre isso:

"Quando me casei e vim para Londres, Dev já estava bastante mergulhado em pecado. Nem ele nem Leona eram recebidos pelas pessoas, exceto pelos grupos mais imorais. Ficava surpresa e magoada quando dava festas e poucas matronas decentes vinham, quando, na verdade, eram sempre agradáveis comigo em outras festas. Foi então que Michael me contou, com o máximo de delicadeza que conseguiu, que elas não compareciam porque Dev estava nas festas, muitas vezes com Leona, o irmão dela, Stuart, e seus amigos. Disse a Michael que jamais excluiria meu próprio irmão de minhas festas, e não o fiz, mas acho que Michael deve ter falado com Dev porque, depois disso, ele parou de frequentar as minhas festas. E então as matronas mais idôneas voltaram a frequentá-las e a levar as filhas.”

E apesar de Devin não concordar, ele precisa sim se casar.  Ele está falido, já que gastou toda a sua fortuna com seus excessos, também está afundado em dívidas e sua principal propriedade está caindo aos pedaços.


— Então devo ser o cordeiro sacrifical no altar da família, é isso?
— Não há necessidade de ser dramático. Não é como se isso não acontecesse todos os dias. Pares amorosos são para as classes menos abastadas. Pessoas como nós fazem alianças. Foi o que seu pai e eu fizemos. E veja suas irmãs. Elas se casaram como deveriam. Não reclamaram. Simplesmente fizeram algo necessário para a família. Como chefe da família, não vejo como você poderia agir diferente.
— Ah, mas fazer diferente é algo em que sou notadamente bom.
— Você não vai desviar minha atenção com suas piadas — disse a mãe, apontando o indicador na direção dele.
—Já percebi — respondeu Devin, enfastiado.
— Você gastou toda sua herança desde que colocou as mãos nela — continuou lady Ravenscar, incansavelmente. — Como ousa pensar que não deveria ser o responsável por recuperá-la? 

Já a mocinha é exatamente o oposto, uma garota inteligente, de bom coração, que gosta de ajudar os outros, mas não vá pensando que ela é uma moça ingênua e frágil não. Miranda é forte e decidida, ninguém faz a sua cabeça, ela tem suas próprias opiniões, ao contrário do que é adequado para uma moça, ela mesma faz seus investimentos financeiros, é independente e tem uma língua tão afiada que põe medo em muito marmanjo. Ela não está nem ai para títulos de nobreza ou convenções sociais. Mas o pai e a madrasta dela adorariam vê-la casada com um nobre inglês, e quando aparece à oportunidade dela se casar com o conde de Ravenscar a sua família fica super entusiasmada. Mas nada disso serviu para influenciar a nossa mocinha, foi ela quem resolveu quando e porque iria se casar com Devin.

Miranda faz um acordo com Devin, e eles chegam à conclusão de que o casamento vai ser bom para ambos, mas ao contrario do que Devin pensa Miranda não pretende dividir o seu marido com ninguém, o objetivo dela é conquistar o amor de Devin e separa-lo para sempre de Leona. Ela descobriu que Devin é um bom homem apesar das aparências, umas das formas que ela percebe isso é que ele é um pintor de extrema sensibilidade.

Só que existe outro detalhe importante nessa história, antes do casamento Devin sofre alguns “acidentes”, e após o casamento esses acidentes passam a acontecer com Miranda. Por isso os dois precisam se unir para tentar descobrir quem está por trás disso e por que.

Livrinho de banca com cara de livraria. É romântico, mas sem ser excessivamente doce, ainda tem uma pitada de humor e suspense. Sem contar que é um romance da Candace Camp.

Trilogia dos Aincourt, já estou ansiosa para ler o segundo, leitura recomendada!!!
Versão de Livraria da Trilogia:


Capa em inglês:






Candace Camp não se lembra de quando esteve alheia à criação de histórias. Nascida em uma família ligada aos jornais diários — a mãe era repórter, e o pai, gerente financeiro do jornal texano Amarillo —, Candace começou a colocar as histórias no papel aos dez anos. Desde então, escrever passou a ser seu hobby favorito. Hoje, seus romances são reconhecidos mundialmente. No Brasil, já foram lançados Escândalo e Indiscreta.

p.s.: Espero que vocês tenham gostado da dica, e desculpem a nossa ausência aqui no blog, estamos com alguns problemas para fazer a manutenção das postagens e dos comentários esperamos ajustar esses detalhes o mais breve possível. Beijos!

12 comentários:

  1. Adoro romances de banca e os da Candace são super elogiados. Tenho muita vontade de lê-los.

    Beijos, Caline
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  2. Que perfeito! *-* Parece ser um livro lindo! Eita! Mais um pra minha lista haha

    www.suzannarani.com

    ResponderExcluir
  3. *-* Vamos ver se coloco esse livro na minha lista ^^

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    http://blogkimygabrielli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adoreii demais a resenha. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas gostei bastante e tenho vontade de ler!^^
    Beijocas!
    http://palomaviricio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu li esse livro em março pra maratona! Foi minha primeira leitura de um livro de banca, e amei!!! Me apaixonei pelo Devin! rs...

    Ju
    entrepalcoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse título, mas achei a sinopse bem interessante. As capas são lindas!

    Beijão!

    Lu Tazinazzo
    http://aceitaumleite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adoro livros de romance, valeu pela dica!
    estou seguindo, segue de volta?
    valeu!
    sucesso!!

    www.unidanvivi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Tem alguns livros de banca que são ´ótimos e pelo visto esse é um. Vou querer lê-lo *--*
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada da Candace, mas fiquei um pouco curiosa com essa história, quem sabe um dia eu leia...

    Beijinhos,
    May ;*

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nenhum romance de banca, mas já tenho dois me esperando na estante há um tempinho... Fiquei interessada em conferir este! A trama parece se desenvolver de uma maneira muito legal e fiquei curiosa para saber que "acidentes" são esses... Um romance cheio de mistérios pelo visto! Haha :)



    Beijinhos, Amanda Cristina.
    www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir
  11. Não tenho muito interesse em romances de banca, mas confesso que alguns até me deixam bem curiosa. Foi o caso desse livro, que parece ser ótimo para dar uma relaxada das tramas complexas. Se eu tiver oportunidade, lerei. :)
    Beeeijos

    Marina Oliveira
    http://distribuindosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!
    SOu louca por romances de banca!
    Já coloquei esse na minha lista de desejados ;)

    Beijos, Bia!

    ResponderExcluir