(Resenha) Conto da Academia dos Caçadores de Sombras - Cassandra Clare, Sarah Rees Brennan, Maureen Johnson e Robin Wasserman

Livro no Skoob: Contos da Academia dos Caçadores de Sombras 
Título Original: Tales From the Shadowhunter Academy
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 504
Ano: 2017

Os Caçadores de Sombras estão de volta numa novíssima aventura. Todas as histórias são verdadeiras. E, dessa vez, Simon Lewis está pronto para contar a dele.Numa história contada em 10 contos que revisitam o passado dos Caçadores e aponta para uma nova direção, Cassandra Clare, Sarah Rees Brennan, Maureen Johnson e Robin Wasserman presenteiam os fãs da série com uma jornada de tirar o fôlego, cheia dos personagens que todos já amam.
Simon não se lembra do seu passado, das aventuras que viveu ao lado dos amigos... Nem sequer sabe quem é, de fato. Então, quando a Academia de Caçadores de Sombras reabre, o rapaz mergulha nesse novo mundo, determinado a se reencontrar. Mesmo sem ter certeza de que quer voltar a ser aquele velho Simon de antes.
Mas o local é muito hostil e Simon acaba enxergando muitos problemas em sua nova escola. Como o fato de os alunos mundanos serem obrigados a viver no porão, ou sofrerem com as piadas e os preconceitos dos Nephilim.
Numa jornada para se redescobrir, para voltar a se reconhecer entre os antigos amigos, como Clary Fairchild e sua amada Isabelle Lightwood (mesmo que ele não se lembre desse amor), Simon vai descobrir que pode ser mais do que antes. Que seu destino como Caçador de Sombras vai muito além de sua missão de voltar a ser quem era.

Se você ainda não leu a série Os Instrumentos Mortais sugiro que leia apenas o último parágrafo dessa resenha, pois a mesma poderá contar alguns spoilers sobre alguns acontecimentos dos livros anteriores, apesar desse ser apenas um livro de contos. 

Sou uma fã assumida de tudo o que a Cassandra Clare escreve, e quando terminei a série Os Instrumentos Mortais, e fiquei sabendo do lançamento do livro Conto da Academia dos Caçadores de Sombras sabia que precisava lê-lo, pois iria me contar um pouco mais sobre o que aconteceu com o Simon depois dele esquecer completamente sobre os seus amigos e o mundo das sombras.

Depois de voltar a ser um humano novamente, e perder toda a sua memória relacionada ao mundo das sombras para salvar a vida dos seus amigos caçadores de sombras de ficarem presos numa dimensão infernal, Simon não é mais o Simon que conhecemos, ele agora não é mais um vampiro, e sim um  adolescente normal. Mas isso foi no final do último livro da série Os Instrumentos mortais. Agora em Conto da Academia de Caçadores de Sombras, vamos conhecer mais um pouco da personalidade desse novo Simon, a sua busca pelo autoconhecimento e realização, e suas tentativas de lembrar afinal quem ele era e quem ele está disposto a ser de agora em diante. 

(Resenha) Marca da Escuridão - Sylvia Day

Livro no Skoob: Marca da Escuridão
Título Original: Eve of darkness
Série: Marked #1
Autora: Sylvia Day
Editora: Faro Editorial
Páginas: 280
Ano: 2015


Amaldiçoada por Deus, caçada por demônios, desejada por Caim e Abel…Tudo isso em um dia normal de trabalho…
Anos atrás, Evangeline teve uma incrível noite de amor com um homem misterioso que ela nunca mais conseguiria esquecer. Mas aquele momento de prazer tornou-se um desastre de proporções bíblicas: ela recebera a Marca de Caim.
Empurrada para um mundo em que pecadores são marcados e transformados em assassinos de demônios, ela tem agora Caim como protetor e Abel como seu novo chefe, que também fica loucamente atraído por ela.
Eva torna-se então o novo e explosivo ponto de discórdia, no caso mais antigo de rivalidade entre irmãos.

Como é bom quando um livro supera as suas expectativas. Marca da Escuridão não é o primeiro livro da Sylvia Day que eu leio, eu já havia tentado embarcar na sua mais famosa série, Crossfire, mas não consegui dar continuidade à série. Quando eu li Toda sua, eu gostei da maneira como a Sylvia escreve, de forma fluida, e até instigante, porém eu não curti o desenvolvimento que ela deu a história, ela tem uma boa escrita, mas não conseguiu desenvolver o enredo que ela tinha nas mãos, e parecia que queria compensar isso carregando o livro de cenas hot, você pode saber mais sobre a minha opinião lendo a resenha que eu fiz do livro, clicando aqui.

Então, quando eu solicitei Marca da Escuridão para resenha, eu já sabia que seria um livro mais sensual (dá para ver pela capa) pois esse é o estilo de escrita da Sylvia, mas o enredo me deixou tão curiosa que eu decidi arriscar. E qual não foi a minha surpresa que assim que comecei a ler, eu já não consegui mais largar o livro, pois a Sylvia conseguiu desenvolver uma história que tem uma pegada mais hot, porém sem deixar outros elementos que também são interessantes de fora, ela conseguiu pesar tudo de maneira muito harmoniosa.

Marca da Escuridão é o primeiro livro da série Marked, narrado em terceira pessoa, onde o prólogo já começa com a protagonista no meio de uma missão, e é só depois que vamos saber como ela chegou no meio disso tudo, por isso, não fique assustada como eu fiquei, se sentido perdida, pois no decorrer da história vamos entender como tudo aconteceu.

(Resenha) Um Livro Azedo - Grumpy Cat

Livro no Skoob: Grumpy Cat Um Livro Azedo
Título Original: Grumpy Cat A Grumpy Book
Autor: Grumpy Cat
Editora: Belas Letras
Páginas: 96
Ano: 2014

Já vivi sete vidas... Esta é a pior de todas.
Em Grumpy Cat – Um livro azedo, o bichano vai mostrar que ser azedo não é um talento que vem de berço; qualquer um, com muito treino e determinação, pode desenvolver. O leitor vai conhecer a breve história do Gato (incluindo todos os sonhos que ele já arruinou), descobrir os bons motivos para odiar cachorros (e pessoas!) e praticar o mau humor.

Se você é como eu e sempre está à procura de memes na internet, com certeza já deu de cara com esse gato mal humorado (na verdade ele é ela!!!) Grumpy, que significa literalmente zangada é uma gatinha muito doce, que ama carinho, mas que por sua boca curvada tem sempre essa aparência de mal humor. Na verdade seu nome não é Grumpy e sim Tardar Sauce algo como molho tátaro, vai sabe-se lá o porquê, vai ver é por isso que ela vive zangada...

Após ficar famosa no mundo todo por seu mal humor, Grampy ganhou seu próprio site, com o slogan "Eu me diverti, e foi horrível!" e desde 2012 a gatinha é um fenômeno felino.

Na verdade Grumpy não vive sempre de mal com a vida, sua aparência é resultado de nanismo felino, junto com uma mordida desalinhada, o que a deixa sempre com essa carinha azeda. Mas apesar disso, ela tem uma saúde ótima e apenas oscila um pouco enquanto caminha.

Após se tornar celebridade e ter sua própria marca Grumpy não poderia deixar de ter seu próprio livro não é mesmo? Em Um Livro Azedo, ela nos ensina a como viver como ela, sempre de mal humor e nos dando seus sábios conselhos de como ser uma pessoa azeda.

(Resenha) Os 12 Signos de Valentina - Ray Tavares

Livro no Skoob: Os 12 Signos de Valentina
Autora: Ray Tavares
Editora: Galera Record
Páginas: 392
Ano: 2017

Isadora é ariana e seu ex namorado pisciano... Inferno astral! Em busca da combinação astrológica perfeita, ela cria um blog para relatar suas experiências. Isadora descobriu da pior forma possível que o namorado a traíra. E com sua melhor amiga, ainda por cima! A estudante de jornalismo entra numa fossa sem fim. Sem nenhum estágio à vista, ela se afoga em filmes feitos para chorar, pizza e em sua mais nova obsessão: stalkear o perfil do ex namorado no Facebook. Até descobrir exatamente o que deu errado entre ela e Lucas: seus signos são incompatíveis. Basta encontrar um rapaz de libra e seu mundo entrará nos eixos novamente. Com a nova obsessão e a desculpa do trabalho final de jornalismo online, uma reportagem investigativa sob um pseudônimo, Isadora une o útil ao agradável e cria um blog para relatar a experiência: Os 12 signos de Valentina. Já que precisa encontrar o libriano perfeito, por que não aproveita e experimenta os outros signos do zodíaco para ter certeza mesmo?

Quando vi a capa desse livro achei ela muito fofa, e o título então nem se fala, daí já pensei: signos é um assunto tão badalado, vive na boca do povo, em redes sociais, vira desculpa pra comportamentos e tantas outras coisas, que não resisti e tinha que ler esse livro!

Imaginem a decepção de terminar um relacionamento de seis anos? (me bateu até uma bad, pois  estava lendo na semana de aniversário de 6 anos do meu próprio relacionamento) e ainda por cima descobrir que estava sendo traída por sua amiga, ou seja, dupla traição! Isadora ficou arrasada, procurava mil e uma desculpas, motivos que poderiam ter levado seu amado a traí-la de forma tão baixa, afinal o que ela tinha feito? Onde ela tinha errado? Ao se deparar bêbada num banheiro público ela descobre que afinal eles nunca estiveram destinados a ficarem juntos, ele era de peixes e ela de áries, combinação muito errada!

Quando sua prima sugere que Isadora faça uma experiência de passar o rodo no zodíaco, ela nega e se faz de desentendida, mas após descobrir que terá que fazer um blog online como trabalho de conclusão de sua faculdade de jornalismo ela mergulha de cabeça nessa loucura e resolve que vai encontrar seu par perfeito, mas vai se divertir com os errados no processo.

(Resenha) O Jogo Perfeito - J. Sterling

Livro no Skoob: O Jogo Perfeito
Título Original: The Perfect Games
Trilogia: Games Series #1
Autora: J. Sterling
Editora: Faro Editorial
Páginas: 224
Ano: 2014

Conta a história de dois jovens universitários, Cassie Andrews & Jack Carter. Quando Cassie percebe o olhar sedutor e insistente de Jack, o astro do beisebol em ascensão, ela sente o perigo e decide manter distância dele e de sua atitude arrogante. Mas Jack tem outras coisas em mente ... Acostumado a ser disputado pelas mulheres, faz tudo para conseguir ao menos um encontro com Cass. Porém, todas as suas investidas são tratadas com frieza. Ambos passaram por muitos desgostos, viviam prevenidos, cheios de desconfianças, antes de encontrar um ao outro, (e a si mesmos) nesta jornada afetiva que envolve amor e perdão. E criam uma conexão tão intensa que não vai apenas partir o seu coração, mas restaurá-lo, devolvendo inteiro novamente.

Comecei a ler O Jogo Perfeito, pois gosto bastante desse estilo de leitura, repleto de universitários, jogos, muito drama, e um romance que sempre mexe com as nossas emoções! Mas quando comecei a ler percebi que aconteceu várias coisas que me deixaram com raiva do casal, mas prossegui a leitura e tentei entendê-los e saber o porquê de tantas decisões tomadas indevidamente que mexeram com os meus nervos de leitora que sempre está disposta a amar um clichê!

Cassie está na faculdade, e pretende se especializar em fotografia, ela divide apartamento com a melhor amiga, Melissa, as duas se conhecem desde a escola secundária, e juntas dividem as alegrias e tristezas da vida pessoal e acadêmica. Os pais de Melis sempre ajudaram Cassie tanto financeiramente como emocionalmente, já que os pais de Cassie não possuem dinheiro para gastos extras além da faculdade, e também por serem bastante problemáticos principalmente o pai, que nunca cumpre as promessas feitas para a filha.

(Resenha) Uma Duquesa Qualquer - Tessa Dare

Livro no Skoob: Uma Duquesa Qualquer
Título Original:  Any Duchess Will Do
Série: Spindle Cove #4
Autora: Tessa Dare
Editora: Gutenberg
Páginas: 272
Ano: 2017

No paraíso das jovens solteiras, a duquesa insiste para que o filho escolha uma dama. Qualquer uma. E ela a transformará na melhor duquesa de Londres. Griff, então, decide achar alguém que acabará com os planos e com a ideia maluca de forçá-lo a se casar… Ele escolhe a atendente da taverna Touro & Flor, Pauline Simms – que nunca sonhou com duques ou com casamento, mas sim com o dinheiro que possibilitaria uma mudança completa em sua vida e na vida da pobre irmã, Daniela.
O duque e a Srta. Simms estabelecem um acordo: a mãe de Griff tem uma semana para transformar a criada em uma duquesa perfeita, então Pauline deverá ser um desastre durante sete dias e, se tudo der certo (ou melhor, se tudo der completamente errado), receberá mil libras e poderá realizar o sonho de construir a própria biblioteca em Spindle Cove.
Em pouco tempo, porém, o duque é surpreendido ao conhecer Pauline e descobrir que a moça é muito mais do que uma simples atendente, e a atração entre os dois é inevitável. Mas em um mundo em que as classes sociais são o que realmente importa, vence a ambição ou o coração?

Como sempre falar sobre os livros da Tessa Dare é algo muito fácil, pois é difícil não se apaixonar por seus romances, e no quarto livro da série Spindle Cove não poderia ser diferente.

A premissa do livro é bem simples, Griff precisa se casar, afinal é o que os Duques fazem, porém ele se nega veementemente a fazê-lo, porém não sem um motivo que para ele é de grande importância, o que ele não esperava era ser sequestrado pela própria mãe e levado a um vilarejo conhecido por abrigar a maioria das solteironas de toda Londres! E quando desafiado a escolher qualquer dama para se casar, pois sua mãe a transformaria numa verdadeira Duquesa, ele escolhe a mulher com menos talento para isso, uma simples atendente de taverna, que com certeza veria o absurdo daquilo e ele seria deixado em paz. 

Pauline porém não vai se deixar ser feita de boba pelo Duque e aproveita a oportunidade para se divertir as custas de Griff, e embarca na tão difícil tarefa de se tornar uma tragédia social, que fará a duquesa mãe desistir de casar o filho de qualquer forma. Numa missão quase impossível, nossa gata borralheira terá uma semana para se tornar um desastre em troca de mil libras, é a oportunidade de realizar seu sonho, ter a sua própria livraria e ficar ao lado da irmã Daniela.

(Resenha) Time Humanos - Justine Larbalestier e Sarah Rees Brennan

Livro no Skoob: Time Humanos
Título Original: Team Human
Autoras: Justine Larbalestier e Sarah Rees Brennan
Editora: Galera Record
Páginas: 352
Ano: 2017

A história ideal para quem ama ou odeia livros de vampiros. Mel nunca gostou de vampiros. A ideia de se transformar em alguém que não está nem vivo, nem morto lhe dá calafrios. Vampiros perdem a capacidade de sorrir, param de ter sentimentos.... Isso sem falar que durante a transformação, se as coisas derem errado, você se torna um zumbi. E aí eles matam você. É um risco grande demais! Quando a melhor amiga de Mel, Cathy, e Francis Duvaney se apaixonam, a garota fica apavorada. Francis é arrogante, formal, metido a esperto e esplêndido demais. Ora, vivo aquele vampiro não está. E quando começa a suspeitar de que Francis está usando Cathy num plano que não tem nada a ver com amor, Mel passa a dedicar seus dias a desvendar a verdade por trás do vampiro, a fazer sua amiga enxergar que aquele é um amor sem futuro, sem jeito, abominável..., mas talvez, quem sabe, ela esteja sendo um pouco preconceituosa...

Se você assim como eu, estava na adolescência a mais ou menos 10 anos atrás, no auge da primeira adaptação da série Crepúsculo de Stephenie Meyer para o cinema (não parece, eu sei, mas sim, lá se vão quase 10 anos do lançamento do primeiro filme), que abalou todo o universo literário, sabe como fomos bombardeados por tudo quanto era livros de vampiros e todas as possíveis variações sobrenaturais. A internet inteira só falava disso, e assim como muitas adolescentes na época, eu confesso que também me apaixonei pelo misterioso (e brilhante, rsrs) Edward Cullen.

Mas em contrapartida, se ouviu tanto falar sobre o assunto, que ficamos saturados. Eu praticamente adquiri aversão a livros com essa temática, e mesmo após tanto tempo, ainda fico com um pé atrás com esse tipo de leitura. Porém, Time Humanos é um daqueles livros que se você ama vampiros, vai adorar lê-lo, se você odeia vampiros, também vai adorar lê-lo, e se você tem uma relação de amor e ódio com os vampiros (tipo eu), ainda assim, vai adorar lê-lo. 

Mel é nossa protagonista, ela mora em New Whitby, uma cidade onde vampiros e humanos convivem juntos, aos 17 anos ela faz o ensino médio, e tem total aversão a vampiros. Porém a sua melhor amiga Cathy é completamente fascinada por essas criaturas morta/vivas. Então quando chega um garoto novo na escola onde elas estudam que é claramente um vampiro, não é surpresa que Cathy fique caidinha por ele.

(Resenha) Os Quatro Cavaleiros - Veronica Rossi

Livro no Skoob: Os Quatros Cavaleiros
Título Original:  Riders
Série: Riders # 1
Autora: Veronica Rossi
Editora: Galera Record
Páginas: 350
Ano: 2017

O que você faria se descobrisse que se tornou um dos Cavaleiros do Apocalipse? Da mesma autora da Trilogia Never Sky. Nada além da morte pode impedir Gideon Blake de conquistar seu objetivo de se tornar um soldado americano. Bem, o problema é que ele morreu. Por algum tempo. Enquanto se recupera do acidente que deveria ter sido fatal, Gideon nota que seus ferimentos estão cicatrizando muito rapidamente. É um milagre. Se você considerar um milagre o fato de se tornar um dos quatro cavaleiros do Apocalipse. Gideon é Guerra. E ele precisa se unir aos outros cavaleiros, Fome, Morte e Peste, para, juntos, proteger uma chave que a Ordem quer ter em mãos para abrir as portas de um reino infernal na Terra, ameaçando escravizar todos os humanos.

Lembro que quando escolhi esse livro tinha minhas ressalvas quanto a escrita da autora Veronica Rossi pois havia tentado ler a trilogia Never Sky e empacado no primeiro livro, mas meti a cara e fui em frente e me divertir bastante com Os Quatro Cavaleiros. 

O apocalipse, cavaleiros e todo esse universo sempre me fascinou, tanto que em meus tempos de leitura bíblica sempre me peguei lendo sobre isso, então não é nenhuma surpresa que escolhi esse livro pelo título, vi muita gente falando sobre o tempo de leitura e sim comigo não foi diferente, demorei um tempinho para terminar a leitura, mas no meu caso não foi culpa do livro que fluiu muito rápido e sim do meu tcc que me manteve ocupada.  

O livro é narrado pelo ponto de vista do Gideon, que após ter morrido, voltou a vida como um dos cavaleiros do apocalipse, mais precisamente a Guerra, e mesmo sem saber ele se ver envolvido numa busca para guardar uma chave que poderá por em risco toda a terra.

(Resenha) Shirley - Charlotte Brontë

Livro no Skoob: Shirley
Título Original: Shirley
Autora: Charlotte Bronte
Editora: Martin Claret
Páginas: 912
Ano: 2017

"Shirley" narra a história da complicada amizade entre duas mulheres muito distintas: Shirley, a corajosa herdeira e Caroline, a tímida filha de um clérigo. Considerado um dos romances mais inovadores de Charlotte Brontë, Shirley está à frente de seu tempo em termos de forma, atualizando a tentativa de compreensibilidade que se tornaria comum na literatura do século XX. A autora apresenta uma ferramenta narrativa que foi largamente utilizada posteriormente, a fragmentação, tornada possível pelo uso de um narrador em terceira pessoa, além da divisão da função de protagonista em duas personagens distintas. Uma obra-prima que merece ser conhecida e apreciada.

''O amor, um crime! Não, Shirley, o amor é uma virtude divina.''

É difícil encontrar um leitor que não queira apreciar alguma obra escrita pelas Irmãs Bronte, que mulheres incríveis! Shirley foi o meu primeiro contato com a autora Charlotte Bronte, e fiquei impressionada quando vi que o livro continha quase mil páginas, então comecei a leitura sem saber o que esperar da história, e apesar de ser uma leitura bem densa, é um livro que consegue conquistar o leitor aos poucos, para mim se tornou uma leitura bem gratificante.

No início da história somos apresentados a um grupo de coadjutores destinados ao auxílio da pároco o senhor Helstone, eles estão bem afiados em sua reunião discutindo sobre a tecelagem da região pertencente ao Sr. Robert Moore, que frequentemente está sendo alvo de ataques pela população local mais pobre, que devido a tecnologia local estão perdendo os seus empregos para as máquinas.

Conhecemos também Caroline Helstone que é sobrinha do Sr. Helstone, ela é uma moça bastante prestativa que está sempre ajudando o tio, e indo constantemente ao chalé Hollow visitar os seus primos Hortense que se tornou também uma amiga e sempre ajuda Caroline em seus estudos, e Robert Moore o homem por quem os sentimentos de Caroline vive em conflito, pois às vezes Robert a trata bem, parecendo gostar muito dela, mas às vezes se torna distante, e frio. Talvez seja devido a tecelagem de Robert que está acima de tudo para ele, e no momento a mesma anda cheia de problemas com saqueadores de máquinas, e funcionários que ele precisa dispensar.

(Resenha) Graça e Maldição - Laure Eve

Livro no Skoob: Graça e Maldição
Título Original: The Grace
Série: Graça e  Maldição #1
Autora: Laure Eve
Editora: Galera Record
Páginas: 350
Ano: 2017

Um thriller que mantém a magia ambígua até a narrativa ganhar asas e levar o leitor por uma viagem intensa, estranha e envolvente.  Como todos os outros na pequena cidade, River é obcecada pelos Grace. Fenrin, Thalia e Summer Grace são carismáticos, charmosos e ricos — e há boatos de que sua influência se estende aos mais altos degraus da política mundial. Se você não ama um deles, quer ser exatamente como um deles. Especialmente River, a nova aluna da escola local... Que de repente é acolhida pela família que todos reverenciam e temem em igual medida. Ela é diferente. Mas o que os Grace não sabem é que a garota não está na cidade por acaso; ela sabe exatamente o que está fazendo. Ou não?

Sabe quando você se apaixona a primeira vista por um livro? Quando vi a capa de Graça e Maldição soube naquela hora que precisa lê-lo, achei a premissa bem instigante, e a família Grace me pareceu bem misteriosa, então comecei a ler para tentar desvendar todos os segredos dessa história! Mas quanto mais eu lia, mas perdida ficava, tentando encontrar a ''magia'' que tanto me chamou a atenção quando li a sinopse, mas não encontrei nada, e isso foi bem frustrante. 

River é uma adolescente que acaba de se mudar para uma nova cidade com a mãe, e é na nova escola que ela conhece Summer, Thalia e Ferin os famosos Grace. A família Grace são os mais populares da cidade, e na escola não é diferente, todos querem ser amigos dos Grace, incluindo River que fará de tudo para se tornar amiga desses irmãos esquisitos e cheios de segredos.

Ela se torna amiga de Summer, a mais nova dos Grace, as duas se tornam inseparáveis, e com isso River acaba se tornando amiga dos irmãos mais velhos Thalia, e Farin o carinha por quem tem ela tem uma paixão secreta. River começa a se tornar importante para os Grace, e a chegar onde nenhum dos outros da escola chegaram, ela começa a frequentar a casa deles, e é a partir daí que ela começa a investigar e tentar saber se os Graces são mesmo feiticeiros, envolvidos em bruxaria.