(Resenha) Melhores Amigas - Emily Gould

Livro no Skoob: Melhores Amigas
Título Original: Friendship
Autora: Emily Gould
Editora: Rocco
Páginas: 256
Ano: 2017
Bem-sucedido romance de estreia de Emily Gould, Melhores amigas pinta um retrato honesto e bem-humorado da mulher na faixa dos 20 e tantos aos 30 e poucos anos hoje, com suas expectativas e seus questionamentos. Segundo da coleção Geração Ha, o livro acompanha as trajetórias de Bev e Amy, amigas de longa data que chegaram aos 30, mas ainda não encontraram seu rumo na vida, entre escolhas pessoais e profissionais duvidosas. Ao longo da trama, entre sushis, taças de vinho e cigarros ocasionais, elas dividem seus planos e suas incertezas uma com a outra. Mas a amizade é posta à prova quando o plano de Amy de morar com o namorado naufraga, ao mesmo tempo em que Bev engravida de um desconhecido. Juntas, elas terão que descobrir se a amizade é capaz de resistir à força do tempo e às reviravoltas da vida, nesta deliciosa crônica da vida da mulher moderna.

Esse é o tipo de livro que me deixou surpresa, e ao mesmo tempo com uma sensação agridoce após terminar a leitura. Quando resolvi ler Melhores Amigas estava esperando me deparar com uma história de amizade, amor e cumplicidade, contudo fiquei completamente perdida logo de início pois não foi o que encontrei ao terminar essa narrativa escrita pela autora Emily Gould. 

Quando pensamos em uma grande amizade, principalmente de melhores amigas, logo nos vem a cabeça alguém com quem podemos contar, que nos ama e nos apoia e esta sempre ao nosso lado, em teoria é isso mesmo, mas a realidade é bem mais crua. O livro nos apresenta duas amigas, Amy e Bev, e vemos o ponto de vista das duas, isso nos faz conhecer como pensam e como se sentem em relação a situação em que estão vivendo e como lidam com seus problemas.

Amy não é o tipo de protagonista pelo qual caímos de amores, porém não tem como você não parar e pensar que ao menos uma vez você já agiu como ela, mesmo achado-a muitas vezes egoísta e imatura. Bev é o tipo de personagem ao qual eu olho e me vejo, desde sua infância religiosamente opressiva até a sua fase adulta, de apaixonada por livros que sonha em escrever um livro e trabalhar em editoras. As duas já passaram da casa dos vinte, e agora se veem numa situação complicada, ambas moram em NY e esperam viver seus sonhos, mas a vida não é como nos filmes que vemos na TV, e de repente elas começam a ver como é difícil ser alguém que se destaque em meio ao caos no mundo.

Novidades Literárias de Março - Editora Arqueiro

Muitos lançamentos nesse mês de Março! Vamos conferir o que a Editora Arqueiro nos preparou?



Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história. Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois. O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

(Resenha) Peter Pan - J. M. Barrie

Livro no Skoob: Peter Pan
Título Original: Peter Pan
Autor: J. M. Barrie
Editora: Martin Claret
Páginas: 248
Ano: 2017
Publicado em formato de livro por J. M. Barrie em 1911, retrata o encontro do menino que não queria crescer com os três filhos da família Darling. Os quatro embarcam em uma aventura inesquecível que começa no céu de Londres e os leva à Terra do Nunca. Ali, encontrarão outros personagens icônicos, como o Capitão Gancho, o crocodilo, as sereias e os índios. A obra continua sendo um sucesso entre todos os públicos, com sua temática nostálgica e divertida. Esta edição possui ilustrações e um apêndice especial.

Quem nunca se encantou pela história de Peter Pan

Eu sempre fui apaixonada! Por isso não pensei duas vezes em resenhar essa edição belíssima lançada pela Editora Martin Claret, e que contém ilustrações maravilhosas sobre esses personagens tão envolventes e que me cativaram assim que abri a primeira página. Mas o que mais gostei foi a narrativa cheia de humor por parte do autor, e as aventuras dessas crianças que estava contida em todos os capítulos dessa obra. A leitura de Peter Pan me deixou eufórica e com uma nostalgia sem fim.

Preciso reconhecer que assistir aos filmes e desenhos de Peter Pan, mas nunca tive a oportunidade de ler a história em si, que foi apresentada originalmente como uma peça de teatro em 1904 pelo autor J. M. Barrie. Apenas em 1911 o autor retomou a história desse garotinho que não queria crescer, ao transformar a peça no romance Peter e Wendy. Todas essas informações relacionadas a Peter, podem ser encontradas no Apêndice ao final do livro, que nos relata de forma interativa e em teor histórico todo o legado de Pan. Encontramos ainda mitologias e avaliações didáticas relacionadas a obra.

(Resenha) De Pauliceia Desvairada a Lira Paulistana - Mário de Andrade

Livro no Skoob: De Pauliceia Desvairada a Lira Paulistana
Autor: Mário de Andrade
Editora: Martin Claret
Páginas: 470
Ano: 2017
Neste volume reúnem-se diversas obras em verso que marcaram a carreira de Mário de Andrade, entre elas "Pauliceia desvairada", "Losango Cáqui", "Clã do Jabuti", "Remate de males", "O carro da miséria", "A costela do grã cão", "Livro azul", "Café" e "Lira paulistana". Uma edição imperdível que permite-nos compreender melhor a concepção dos modernistas brasileiros.

Leitores, enquanto escrevo essa resenha, ainda me encontro de frente a tela do computador, tentando encontrar as palavras certas para compartilhar com vocês a experiência que foi ler este livro. Primeiro porque ele é composto por contos que marcaram a carreira do ilustre autor Mario de Andrade, que também era jornalista, músico, pesquisador e professor, dessa forma então podem entender que não é fácil falar de um dos ícones da literatura brasileira.

O prefácio já nos mostra um pouco do deboche encontrado em alguns contos, pois o título do mesmo já nos alude a isto: PREFÁCIO INTERESSANTÍSSIMO, porém apesar de ser interessante não é muito útil. Na obra encontramos diversas alusões a música, e a ortografia que nem sempre segue as regras, porém isso é uma marca do próprio autor, onde o mesmo deixa claro:

"Você perceberá com facilidade que si na minha poesia a gramática às vezes é desprezada, graves insultos não sofre neste prefácio interessantíssimo."

Novidades Literárias de Março - Galera Record

Vem com a gente conferir os lançamentos da Galera Record para o mês de Março:






Lilly Caul e seu bando acreditaram que a paz estava mais próxima. Uma velha ferrovia que ligava Woodbury e Atlanta permitiu um projeto de reconstrução que acarretaria uma nova era de trocas, progresso e democracia. Isso até a cidade ser mais uma vez atacada e todas as crianças raptadas. Quem seria capaz submeter inocentes a tal violência gratuita, e por quê?
A franquia The Walking Dead começou nos quadrinhos e deu origem à bem-sucedida série de TV da Fox, além de games, webséries e livros. Com milhões de fãs no mundo todo, a série é uma das mais assistidas da atualidade e a que tem um alcance mais abrangente entre os espectadores, com fãs de 14 a 60 anos. Os livros já venderam mais de 600 mil exemplares só no Brasil. Em 2010, a HQ ganhou o prêmio Will Eisner de melhor série em quadrinhos.

(Resenha) Escândalos na Primavera - Lisa Klypas

Livro no Skoob: Escândalos na Primavera
Título Original: Scandal in Spring
Série: As Quatro Estações do Amor #4
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Ano: 2017
Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braçaisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa. Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift. Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado? Fechando com chave de ouro a série As Quatro Estações do Amor, Escândalos Na Primavera é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna.

Escândalos na Primavera é o quarto e último livro que fecha o ciclo desse quarteto maravilhoso de grandes amigas! Anabelle, Lilian, Evie e Daisy são protagonistas inesquecíveis e divertidas que com certeza irão ficar para sempre na memória de todas nós que amamos romances de época. Nesse volume conheceremos finalmente a história de Daisy, a última solteirona entre as amigas, e também a mais sonhadora, que ama os livro! Tornando-se assim impossível não se identificar com a personagem.

''Também fora observado que Daisy passava tempo de mais com os seus livros, o que provavelmente era verdade. Se lhes permitissem, passaria a maior parte do dia lendo e sonhando.''    Página 15.

A história já começa com o pai de Daisy, Thomas Bowman tomando uma importante decisão sobre o futuro da nossa protagonista, se ela não arrumar um marido até o fim de Maio, se casará com o homem escolhido pelo pai, e esse homem seria ninguém menos que Matthew Swift, o braço direito de Thomas nas empresas Bowman's e também o homem que ele considera como um filho, e melhor até do que os membros da própria família, ou seja, deseja Matthew como o futuro herdeiro dos seus negócios.

Novidades Literárias de Março - Editora Rocco

Vamos conferir o que a Editora Rocco preparou para nós leitores no mês de Março?

Rocco Jovens Leitores




Após um acidente aéreo, uma garota é encontrada ilesa e sem memória em meio aos destroços em pleno oceano Pacífico. Ela não estava na lista de passageiros da aeronave e seu DNA e suas impressões digitais não são reconhecidos em nenhum lugar do mundo. Sua única esperança é um garoto estranho e sedutor que afirma conhecê-la. E que eles eram apaixonados um pelo outro. Mas será que ela pode confiar nele para recuperar seu passado e descobrir quem ela realmente é? Inesquecível é o primeiro volume de uma trilogia romântica com tintas sci-fi. A autora Jessica Brody tem outros livros publicados no Brasil, como A Amante Infiel e Karma Club, constrói uma história de amor apaixonante e repleta de elementos de ficção científica e de suspense. 

(Resenha) E Viveram Felizes para Sempre - Julia Quinn

Livro no Skoob: E Viveram Felizes para Sempre
Título Original: The Bridgertons: Happily Ever After
Série: Os Bridgertons #9
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Ano: 2016
Alguns finais são apenas o começo... Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos... Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza. Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton. Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.

O que eu mais gostei em ler em E Viveram Felizes para Sempre, é que ele não me deixou com a sensação de fim, mas de continuidade. Quando eu terminei de ler A Caminho do Altar, eu fiquei na maior “bad”, mas esse livro que encerra a série dessa família tão amada, é tão lindo, tão luminoso, tão cheio de amor, que você fica com o coração cheio de alegria e ainda mais apaixonada pelos Bridgertons.

E Viveram Felizes para Sempre foi um livro escrito especialmente para os fãs da série, você percebe isso em cada frase, em cada trecho e em cada parágrafo, é uma sensação de vínculo, é como um velho amigo te visitando, e contando tudo o que lhe passou desde a última vez em que se encontraram. E para melhorar ainda mais, antes de cada capítulo, a Julia de fato interage com o leitor, contando o que estava pensando ao escrever esse segundo epílogo de cada história.

Esse é com certeza um dos livros mais divertidos da série Os Bridgertons, é gostoso de ver que os nossos queridos personagens não perderam a sua essência, mesmo após tantos anos, já que essa é a ideia desse segundo epílogo, é dar um grande salto no tempo, e nos relatar um pouco do que aconteceu com os nossos amados personagens.

(Resenha) Crave a Marca - Veronica Roth

Livro no Skoob: Crave a Marca
Título Original: Carve The Mark
Série: Crave a Marca #1
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 480
Ano: 2017
Num planeta em guerra, numa galáxia em que quase todos os seres estão conectados por uma energia misteriosa chamada “a corrente” e cada pessoa possui um dom que lhe confere poderes e limitações, Cyra Noavek e Akos Kereseth são dois jovens de origens distintas cujos destinos se cruzam de forma decisiva. Obrigados a lidar com o ódio entre suas nações, seus preconceitos e visões de mundo, eles podem ser a salvação ou a ruína não só um do outro, mas de toda uma galáxia. Primeiro de uma série de fantasia e ficção científica, Crave a marca é aguardado novo livro da autora da série Divergente, Veronica Roth, que terá lançamento simultâneo em mais de 30 países em 17 de janeiro, e surpreenderá não só os fãs da escritora, mas também de clássicos sci-fi como Star Wars.

Veronica Roth é autora de Divergente, e apesar de não ter lido nenhum livro dessa série, fiquei bem empolgada em começar Crave a Marca, afinal, Divergente ganhou até filme e foi bastante comentada, então com certeza eu iria querer conhecer o seu mais novo livro, que pelo enredo promete uma ficção cientifica bem instigante! Pois é, eu li Crave a Marca... É uma livro com uma narrativa fácil? Não. Eu gostei da história? Sim. E vou tentar explicar tudo o que senti o máximo possível nessa resenha!

Assim que comecei a leitura fiquei confusa logo nas primeiras páginas, sim, isso vai acontecer, mas depois pensei, a trama é diferente, é normal se sentir perdida no começo pois a autora está tentando nos mostrar um novo universo, e suas várias possibilidades, preciso dar uma chance para a história... E não me arrependi, pois apesar de conter elementos novos, eu fui me envolvendo com a vida de Cyra e de Akos e fiquei pensando como os dois iriam se conhecer e que segredos e aventura os aguardavam.

O livro gira em torno de dois protagonistas, Akos que é um thurveriano que mora com os pais, irmão, e a irmã em um planeta chamado Thuvhe (planeta de gelo). E Cyra que mora do outro lado desse mesmo planeta com o irmão Ryzek, que domina a nação Shotet a punhos de ferro. Os shotet estão em guerra com os thurverianos pela dominação de Thuvhe. Ryzek é um tirano que fará de tudo para conquistar essa galáxia, e isso inclui sequestrar Akos e o seu irmão Eijeh, pois a família de Akos é de uma linhagem de afortunados, aqueles nascidos em família abastadas e que possuem o dom da corrente com destinos já traçados que mudaram o rumo do seu planeta-nação para sempre.

(Resenha) O Clube de Leitura de Jane Austen - Karen Joy Fowler

Livro no Skoob: O Clube de Leitura de Jane Austen
Título Original: The Jane Austen Book Club
Autora: Karen Joy Fowler
Editora: Rocco
Páginas: 320
Ano: 2017
Cinco mulheres e um homem se reúnem para debater as obras de Jane Austen na Califórnia do início dos anos 2000 e acabam descobrindo, entre casamentos frustrados, arranjos sociais e afetivos, que suas vivências não são assim tão diferentes das experimentadas por Emma ou outras personagens da escritora britânica que tão bem descreveu a sociedade de sua época, dois séculos atrás. No livro, que figurou na lista do mais vendidos do The New York Times e deu origem ao filme homônimo estrelado por Kathy Baker e Emily Blunt, a premiada escritora norte-americana Karen Joy Fowler disseca as relações contemporâneas com acuidade, humor e ironia dignos da autora de Orgulho e preconceito e outras obras que continuam fascinando leitores de todas as idades. Uma homenagem a uma das maiores escritoras da língua inglesa e uma deliciosa comédia de costumes dos nossos tempos. Ponto forte: No ano do bicentenário de sua morte, Jane Austen (1775-1817) continua atraindo leitores de várias idades, especialmente jovens. O livro é uma excelente porta de entrada para a obra de Jane Austen e agrada em cheio também aos já fãs da autora.

Quando resolvi ler esse livro, já sabia que estaria repleto de referências do mundo de Jane Austen, e mesmo não tendo lido um dos livros da autora (Emma), já tinha lido os demais e esperava mergulhar ainda mais nesse universo rico que são os seus livros. Porém logo de cara já fiquei meio perdida, o livro é narrado em terceira pessoa e demorei um pouco para saber na cabeça de qual personagem eu estava, depois de algumas páginas me acostumei, e assim a leitura fluiu melhor. 

Somos apresentados aos nossos protagonistas, e como eles resolvem se encontrar para discutir sobre os livros da Jane, e analisar sobre seus pontos de vistas. É bem interessante acompanhar como cada um deles ver os personagens e as tramas nas obras da autora, e como chegam a comparar com suas próprias vidas, pois se nas páginas mesmo que com seus percalços no fim ainda temos um final se não feliz mas satisfatório, na vida real as coisas não funcionam bem assim.

Umas das personagens que mais me chamou à atenção foi a Jocilyn, ela é bem complexa e estar em sua mente observando não só o tempo presente mas também os fatos passados foi bem estranho em alguns momentos e eu não sabia se gostava ou não dela, acho que ainda não sei... Já a Sylvia, está passando por um momento delicado, uma separação de um casamento longo e que durou desde a época do colégio, sendo trocada por uma mulher mais jovem. Allegra sua filha, também esta lidando com a perda do pai e também com o término de um relacionamento. Bernadette, Prudie e Grigg foram os que para mim ficaram mais a margem da trama, porém contribuíram para o desenrolar da história.